Pin TPO Marlon França e suas dicas de intercâmbio na Irlanda

30 setembro, 2019
Autor: Redação

Hoje recebemos um relato de viagem mais do que especial, Marlon França Silva, tem 27 anos e se abriu com o Tá Por Onde, para contar tudo sobre o seu intercâmbio na Irlanda. O comprador que decidiu largar tudo e embarcar em uma aventura de dois anos para o outro lado do mundo, com a sua namorada, nos contou como tudo começou, dicas do destino e as experiências que tem vivido e aprendido.

Fique com a gente, e confira na íntegra!

TPO – O que te inspirou e te moveu na busca desses destinos?

MARLON: Tudo começou quando a insatisfação profissional bateu a minha porta. Lá em meados de 2016 me bateu uma vontade enorme de descobrir o que o mundo tem de tão especial além de nos oferecer a rotina maçante do dia a dia. Eu tinha um ótimo emprego, um salário acima da média da população brasileira, familiares e amigos próximos, mas ainda me faltava algo, a educação acadêmica estava avançada porém não o suficiente para meu chefe. Eu estava em um loop continuo da vida. Trabalhar, estudar, comer e dormir. E foi lá naquela época que comecei a bolar um plano na minha cabeça para que o meu futuro pudesse ser diferente, mas pra esse plano dar certo precisava de investimento ($), comecei a juntar cada centavo que eu ganhava, deixei a vida social para trás e economizei MUITO, durante 2 anos minha vida foi regrada a limites, tinha valores estipulado no que eu podia e não podia gastar. Então, em novembro de 2018 assinei um contrato com uma agencia de intercâmbio e pronto o todo sacrifício feito estava começando a valer a pena, vendi meu carro, peguei o dinheiro e acrescentei as minhas economias. Passados 5 meses montei 3 grandes malas, abracei muito forte cada um dos meus familiares e amigos no aeroporto Afonso Pena em Curitiba no Paraná e com os olhos cheio de lágrimas de mãos dadas com minha namorada embarcarmos no maior avião que eu ja tinha entrado na minha vida. (rsrs)
Cá estou completando 3 meses de Irlanda, conhecendo cada canto dessa cidade extremamente linda, segura e com muita qualidade de vida. As expectativas não poderiam ser melhores e se superam a cada dia. Já estamos morando em um apartamento super confortável e planejando as viagens que vão começar acontecer na próxima semana, se tudo der certo posso voltar aqui e contar pra vocês os próximos destinos.

TPO – Qual foi o melhor conselho para esse(s) destino(s)?

MARLON: Uma coisa que eu sempre digo, tenha alguém em quem você possa se inspirar. Eu tenho esse alguém, é meu ex chefe, um cara que sempre me apoiou e me aconselhou nas tomadas de decisões. E uma frase que ele me disse uma vez foi: Foque em coisas grandes, pois, focar no pequeno e no grande o mesmo trabalho, escolha o que supere as suas expectativas.

TPO – Playlist da Trip:

MARLON: Uma música muito especial que sempre esta na minha playlist é a Oceans do grupo Hillsong. No Spotify eu tenho uma playlist chamada De Rolê – Trip, nela estão várias músicas para viajantes e mochileiros.

 

 

TPO – O que não pode faltar nessa mala?

MARLON: Europa, a Europa sempre surpreende. Aqui no lado norte da Europa o clima é muito instável, tem dia que você pode claramente sentir as 4 estações em um único dia. Bons casacos são indispensáveis, calçados para caminhada é muito importante pois cada cantinho das cidades aqui são lindos de conhecer, adaptador de tomada também, pois vai tirar muitas fotos e vai precisar recarregar os aparelhos.

 

TPO – Como você chegou lá?

MARLON: Em Curitiba, PR no aeroporto Afonso Pena pegamos um avião comercial da Azul com destino ao aeroporto de Guarulhos, pois o de Curitiba não faz voos internacionais. Então em São Paulo, após uma escala de 4 horas, pegamos um voo da Lufthansa, com destino a Frankfurt na Alemanha, este voo durou 11 horas, foi o voo mais tranquilo da minha vida, pois o avião é gigante e super estável. Em seguida pegamos outro avião da Lufthansa com destino a Dublin, Irlanda, este avião era minúsculo super apertado. Os horários dos voo foram todos conforme o bilhete, nenhum voo atrasou.

TPO – Mala de rodinha ou mochilão?

MARLON: Para uma viagem como essa, de longo período, algumas malas vão ser bastante necessário.Trouxemos do Brasil 3 malas cada um, uma grande, uma média, uma de mão e mais a mochila. Sempre malas de quatro rodinhas para fácil manuseio nos aeroportos.

 

 

TPO – O que não dá pra perder nesses destinos?

MARLON: A Irlanda é um país com muitas atrações turísticas e também atrações pouco conhecidas, tanto de dia quanto a noite. Os museus, igrejas e pub’s históricos revelam o passado de muitas guerras vividas por aqui, muitas das construções dos séculos passados ainda estão em pé, uma mais linda que a outra. As cidades ao redor da Irlanda são ainda mais encantadoras, Cork, Galway, Limerick possuem muitos Cliffs e Castelos sensacionais, vale a pena montar um road trip e passar por todos esses lugares.

 

TPO – Onde e o que comer?

MARLON: Comida é o que mais se tem por aqui, a cada esquina você encontra um restaurante e um pub com comidas de todos os lugares do mundo, mas com toda certeza, eu vou indicar a hamburgueria Bunsen, ela fica localizada no bairro Temple Bar, o bairro mais turístico de Dublin, essa hamburgueria foi eleita a 7º melhor da Europa, mesmo sendo famosa, o preço é super acessível, só 10 Euros o maior hamburguer da casa, Os pub’s daqui têm uma pegada bem vintage que demonstra toda história do pais, com muita música ao vivo e muito chopp.

 

TPO – Onde se hospedou?

MARLON: Essa talvez seja uma parte muito delicada de falar, Dublin hoje sofre com uma crise imobiliária, o que faz com que os aluguéis de residências, AIRBNB, B&B, hotéis e hostels fiquem com valores muito elevados, por conta alta demanda. Existem diversos hotéis e hostels para todos os tipos de idade, mas o mais procurado e recomendado é o aluguel de quartos, mesmo que para períodos curtos é muito vantajoso ficar em quartos compartilhados (tipo AIRBNB), estou hospedado em um apartamento que fica aproximadamente a 15 minutos do centro da cidade a pé, mas existem linhas de ônibus por todos os lados. Divido o apartamento com mais duas pessoas e os valores ficam muito em conta para todos. É claro que quartos ou apartamentos mais próximas do centro da cidade tem um valor um pouco mais alto que nos bairros mais afastados.

 

 

TPO – Em qual época do ano você escolheu ir para esse destino?

MARLON: Quando resolvi embarcar para a Irlanda já sabia que chegaria aqui no verão, que são entre os meses de maio e agosto, nesta época a cidade fica muito mais agitada, os centro e pontos turísticos ficam lotados de turistas, o dia amanhece as 3 a.m. e termina as 11 p.m, a temperatura aqui no verão pode chegar a 25ºC, mas as vezes é muito incerto e pode sim ocorrer algumas chuvas no meio do dia. Porém o inverno aqui não é nada fácil, ele começa em outubro e vai até março, os dias são muito curtos e venta muito, as vezes é impossível andar de bike ou até mesmo a pé pelas ruas, você pode acabar voando pela cidade.

TPO – Fatos engraçados:

MARLON: Acredito que o lado mais divertido nessa aventura é a confusão com a língua inglesa, quando chegamos na cidade não sabíamos muito o idioma inglês, então já sabe né?! Confundimos sempre, falamos português com os gringos e acaba sempre virando um jogo de mímicas hehehe. Já pegamos ônibus para destinos totalmente diferentes do nosso, já pedi um prato no restaurante e recebi outro que não tinha nada a ver…

TPO – Cereja do Bolo:

MARLON: Estar em um outro país e vivenciar uma cultura diferente é extremamente desafiador. As vezes trazemos em nossa bagagem alguns preconceitos, crenças, mitos ou até mesmo muito medo do desconhecido, ficamos um pouco acuado de conhecer as ruas ou visitar algum lugar novo por talvez ter aquele receio das pessoas. Mas a cereja do bolo entra ai, aprendemos aqui que o diferente pode ser até muito mais igual quando você passa a conviver com ele, as pessoas aqui são muito felizes, muito abertas e sem total preconceito, nós aprendemos aqui, a não julgar as pessoas, a não tentar adivinhar o conteúdo apenas pela “capa”. Cada dia, cada passo é um aprendizado, é um conhecimento novo, são pessoas novas que surgem, e pessoas que também são novas mas que já estão indo. É aprender a lidar com a saudade todos os dias e aprender que a vida adulta não é tão fácil como parece. É tudo muito intenso, um turbilhão de emoções.

Galeria de imagens de Marlon em seu intercâmbio na Irlanda

Obrigada por compartilhar com a gente um pouco dessa experiência incrível, que é o intercâmbio na Irlanda. Estamos de braços abertos esperando seus próximos relatos e dicas de viagens pela Europa!

E se você se interessou pelo país, temos um post com um destino de Work Exchange na Irlanda pra você aproveitar. 

 

 

Tags: ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados