Pin TPO Liss e suas dicas do Chile para uma viagem em família

26 agosto, 2019
Autor: Redação

Liss Tedeschi, é maquiadora e com apenas 24 anos, planejou levar seus pais para uma viagem ao exterior pela primeira vez. O destino escolhido da família foi América do Sul, onde passaram 12 incríveis dias, por Santiago e San Pedro de Atacama. Além de fotos maravilhosas, Liss compartilhou com a gente dicas do Chile únicas e que facilitarão muito o roteiro de quem está planejando essa trip. Fique com a gente, pois está imperdível esse post.

Veja só!

Dicas do Chile por Liss Tedeschi:

TPO – O que te inspirou e te moveu na busca desses destinos?

LISS: Essa viagem aconteceu de maneira bem repentina. Notei que várias pessoas da nossa região estavam viajando para o Chile (devido a viabilidade na questão financeira) e comentei com o meu pai da possibilidade de viajarmos pela primeira vez (em família) para fora do Brasil. Mas um adendo: teria que ser uma viagem econômica, e sem sofrimento (meu pai é reclamão e tem muito medo de avião!). Pesquisei durante uma semana o valor de passagens, estadias e moeda local. E foi assim, o destino estava definido: Chile (Santiago). Mas como alguém que não sossega até incluir no roteiro um destino não tão comum, comecei a olhar no Google Maps e pensar na possibilidade de combinar outros lugares. Foi ai que decidi incluir San Pedro de Atacama (que eu sinceramente não sei como cheguei a essa conclusão, rs). Eu acredito que quem escolhe minhas viagens não sou eu, e sim o universo que traz até minha teia de conexão (e eu só agradeço!). Afirmo isso pois até agora só conheci um destino da minha lista de desejos.

Geralmente não alimento expectativas ou ansiedades antes da viagem, acredito que cada lugar tem algo único a nos contar e mostrar (seja de beleza extrema ou não – na nossa visão -), então procuro não comparar a nenhuma outra experiência ou viagem já feita. O que de fato sempre me deixa tensa é o planejamento e a responsabilidade pré viagem. Por exemplo, nessa viagem tudo foi milimetricamente planejado, não queria que nada desse errado (por conta do meu pai). O planejamento foi evitar estresse e perrengue, e consegui com êxito!

Gostei bastante de Santiago, diria que é um mix de São Paulo e Curitiba. Porém, acredito que grandes centros não tem mais meu coração. San Pedro de Atacama (e região) me encantou de uma maneira incomparável, pois o contato com a natureza foi muito puro e lindo. Eu acredito que, quando nos conectamos com a natureza nos conectamos com nós mesmos, com o nosso eu maior, com a nossa consciência e essência. Mas devo enfatizar uma coisa: se esse for o seu destino, tome cuidado com o celular para não ser roubada (o). Roubada (o) do momento presente, do agora, da sua consciência e da beleza que o lugar oferece! (;

 

TPO – Qual foi o melhor conselho para esse(s) destino(s)?

LISS: Meu conselho para Santiago é: planejar e definir os restaurantes que você quer conhecer. O destino é conhecido por ser “absurdamente caro para comer”, e de fato é. Mas se você planejar e estudar o destino antes, provavelmente você vai comer muito bem e economizar bastante. Outra dica muito valiosa é não comprar casacos/blusa de frio no Brasil, Santiago tem brechós iradíssimos e muito acessíveis (Rua Bandera). Não se esqueça dessa dica e já separe uma boa parte da mala para isso, ok?

Em relação a San Pedro de Atacama, minha dica é ficar por pelo menos 6 dias inteiros. A região é maravilhosa, e estar lá e não conhecer quase tudo o que o lugar tem a oferecer é um pecado! Se você tiver tranquilo de money e tempo, sugiro que faça a expedição para o Salar de Uyuni.

 

Dicas do Chile

 

TPO – Depois de já ter conhecido e desbravado alguns destinos, o que ainda te assusta?

LISS: Não necessariamente me assusta, mais uma das minhas maiores aflições é fazer o roteiro dia a dia. Eu gosto e sou a favor de deixar acontecer, mas gosto de planejar bem para não ter perigo de perder algo de especial no destino. Fora isso, a imigração também me aflige um pouco!

TPO – Playlist da Trip:

LISS: O que escutei muito durante a viagem foi a banda Ponto de Equilíbrio. Eles produzem reggae raiz! Inclusive, escutei durante todos os voos para me manter calma (morro de medo de avião e quase sempre acho que vou morrer, rs).

TPO – O que não pode faltar nessa mala?

LISS: Para Santiago não tem segredos. Mas para San Pedro de Atacama você precisa estar preparado para frio extremo e também para o calor. Sugiro que leve roupas térmicas (não se esqueça da calça e meia, ok?) e um bom casaco quente e impermeável. Dessa maneira, você não precisa de muitas camadas, é o chamado “efeito cebola”.
A última dica, e a mais importante: Leve protetor solar, hidratante para o corpo, mãos, face e lábios. Não subestime essa dica, senão irá passar perrengue na certa. Devido ao frio e ao sal (principalmente se você entrar nas Lagunas) as mãos ficam machucadas demais, e coça, dói e incomoda bastante.

 

Dicas do Chile

 

TPO – Como você chegou lá?

LISS: Pegamos um voo de São Paulo (Guarulhos) até Santiago (Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez). A duração do voo é de aproximadamente 4h. Comprei essa passagem por R$ 1.018,00 (no início de alta temporada, junho). Ficamos em Santiago por quatro dias, e depois pegamos um voo do mesmo aeroporto de chegada até Calama. Aproximadamente 2h. Paguei R$ 268,00 (nesse valor já inclui a compra da poltrona e também bagagem para despachar). O próximo passo é pegar um transfer até San Pedro de Atacama (aproximadamente 1h), e a média de valor é mais ou menos 20.000 pesos (ida e volta) por pessoa.

TPO – Mala de rodinha ou mochilão?

LISS: Se você for somente para Santiago recomendo mala de rodinha. Acredito que ela é mais pratica do que mochilão, e conseguimos manter melhor a organização. Se você for fazer os dois roteiros (Santiago + San Pedro de Atacama), assim como eu fiz, também recomendo mala de rodinha. Até porque se você for com mochilão, provavelmente não conseguirá comprar os casacos que indiquei anteriormente. Agora, se a sua intenção for fazer a expedição até o Salar de Uyuni, indico ir de mochilão, pois ele é mais prático e fácil em roteiro mais “roots”, entende?!

 

Dicas do ChileTPO – O que não dá pra perder nesses destinos?

LISS: Em Santiago é de lei que você conheça as vinícolas, brechós e as ruas andando. E se possível, indico muito que você conheça Val Paraíso (tem a opção de ir sozinho ou por agência). Como eu já havia tido contato com a neve, não me encantei muito por Farellones (optei por não ir até Vale Nevado). Importante: Não indico entrar no Parque de Farellones, a não ser que você vá com criança!

Em relação a San Pedro de Atacama: Aff. Que lugar especial! Acredito que você não possa perder o Tour astronômico (mas fique ligado, em dias nublados ou de lua cheia o passeio não acontece!). Quanto aos passeios diurnos, indico que entre em contato com uma agência de turismo e peça para que eles organizem um roteiro para você. Fique atento, pois geralmente eles planejam levando em consideração a altitude (dos mais baixos até os de altitude elevada). Fora o tour Astronômico, o passeio mais especial para mim foram as Lagunas Altiplânicas. Foi um passeio de dia inteiro. Até agora, o Atacama foi o único destino que passei horas dentro de uma van sem me importar. Por mais que tenha a “cereja do bolo” em cada passeio, toda a vista até o local é incrível, sem contar que eles param em vários outros pontos tão bonitos quanto o principal! Vá de coração aberto e faça tudo o que for possível fazer, você não vai se arrepender.

TPO – Onde e o que comer?

LISS: Em Santiago recomendo que você conheça o restaurante La Picola Itália (massas bem servidas e com um ótimo e acessível valor); Bufallo Waffles (Waffles salgados e doces exuberantes e carinhos rs); Heladeria Emporio La Rosa (recomendo o picolé “Dulce pistacho”); Pátio Comida (se quiser comer baratíssimo e algo simples) e por último, separe um dia para conhecer e almoçar ou jantar no Pátio Bella Vista. Em San Pedro de Atacama, você irá perceber que o esquema é quase o mesmo que Santiago. A maioria dos restaurantes trabalham com um menu do dia, ou seja, você tem direito a entrada, prato principal, sobremesa e suco (dependendo do lugar). Lugares que você precisa conhecer e experimentar em San Pedro: La Pica del Indio, Las Delicias de Carmen, Heladeria Tierra del Sol (sorvetes artesanais e com sabores exóticos e local) e Emporio Andino (para comer empanadas deliciosas e super econômicas).

TPO – Onde se hospedou?

LISS: Em Santiago optamos por realizar a reserva pelo Airbnb (você irá encontrar o ap como: Lastarria Cozy Safe & Central facing Santa Lucia, por Mila). Ficamos hospedados bem no centro, fizemos tudo andando (exceto o Mall Costanera Center). É bem fácil achar apartamentos lindinhos e com sacada em Santiago. Desde a reserva, foi tudo bem fácil e prático, depois que descobri o Airbnb não abro mais mão! O único ponto negativo foi que não consegui ligar o aquecedor (e também fiquei com medo, pelo acontecido recente na cidade). Resumo, passei muito frio e a roupa que usava da rua permanecia com as mesmas camadas dentro do apartamento. Portanto, vá preparada (o), com um pijama levinho ou com roupas que realmente vão te aquecer durante a noite! Indico essa hospedagem somente para duas pessoas (e não três, como foi o caso). Não é uma hospedagem de luxo, mas é super aconchegante e lindinha. Além de que você tem liberdade para cozinhar e preparar suas refeições (e se for em casal, rola até um jantar romântico).

Em San Pedro de Atacama realizei nossa hospedagem pelo site Booking.com. Fiz a reserva com três meses de antecedência, e uma semana antes, quando fui confirmar, fui informada pela acomodação que o quarto não estava mais disponível para hospedes, ou seja, desespero na certa. Fui informada que deveria aguardar um posicionamento do site, e em menos de uma hora recebi um e-mail com sugestão de um outro hostel, com as mesmas características e basicamente no mesmo endereço (só o valor que precisei pagar um pouquinho a mais). Problema resolvido! Nos hospedamos no “La Casa de Matilde”, que fica a menos de 10min da rua principal, Caracoles. A recepção foi excepcional! Reservamos como se fosse uma “casinha”, com dois quartos, cozinha e um banheiro. Eu voltaria com toda a certeza! Indico essa hospedagem para pessoas que não procuram por luxo, mas que procuram por conforto e cozinha para ter liberdade de preparar seus alimentos (e consequentemente economizar).
Uma dica importantíssima é se hospedar a poucos minutos da Caracoles (basicamente a única rua que tem restaurantes, lojas de artesanato e agências). Isso fará com que você se desgaste menos (San Pedro de Atacama tem 2.408m de altitude, você provavelmente se sentirá mais fadigado!).

 

Dicas do Chile

 

TPO – Em qual época do ano você escolheu ir para esse destino?

LISS: Uma das minhas maiores dúvidas era a respeito da melhor época para poder aproveitar ao máximo, sem ter passeios cancelados ou com o risco de não ver neve. Depois de muita procura em resenhas e vídeos, decidi ir no final de junho. É um mês ótimo pois ainda não é alta temporada, as montanhas já estarão com neve, o frio não é severo (exceto em alguns passeios de altitude), e você não corre tanto o risco de ter passeio cancelado devido a condição climática. Não é aconselhável ir para o Atacama no período de Inverno Altiplânico (entre dezembro e março), pois você corre o risco de ter muitos passeios cancelados.


Seguros Promo

TPO – Fatos engraçados:

LISS: Um fato cômico e que não achei em nenhum blog de viagem, é como fazer xixi durante os passeios no Atacama. Como muito dos passeios são em altitude elevada (e o lugar é seco demais), é indicado que você tome muita água para não passar mal, e também é indicado que se agasalhe mais, afinal, quanto mais alto, mais frio. Mas ingerir tanta água assim tem sua consequência não tão legal, né não? Xixi a todo momento! Para chegar aos passeios de altitude demora um certo tempo, e na maioria dos passeios não tem banheiro no caminho. O máximo que tem são alguns “murinhos” baixos para te proteger do vento e também te esconder enquanto você faz sua necessidade básica. Mas como nem tudo é lindo na vida, todas as vezes que fiquei necessitada em fazer xixi não tinha o tal do murinho, e para ajudar, estava ventando horrores. Ou seja, nada facilita né? Difícil de tirar a roupa, tem que se esconder pelos cantos da van, tem que se equilibrar e ainda dançar de acordo com o vento para não voltar xixizada para a van (hahaha).

 

Dicas do Chile

TPO – Cereja do Bolo: 

LISS: Essa viagem foi inesquecível pelo simples fato de ter sido a primeira viagem internacional que fiz com meus pais. Saber que proporcionei a eles um dos melhores momentos da vida e também a melhor paisagem (sem dúvidas), é uma sensação de total preenchimento! O primeiro momento de total conexão e consciência foi a caminho do passeio astronômico, quando olhei para o céu e notei que aquele lugar realmente é especial. Mal tinha chegado no local de observação e já estava chorando, de felicidade, de plenitude, de presença, de emoção e de ter a consciência de que esse corpo físico estava sendo merecedor de sentir a energia tão incrível. Cada viagem é única e tem algo a nos ensinar. Mas San Pedro foi especial, me mostrou como a arte imita a vida, e como as nossas inspirações estão presentes na natureza. Gratidão vida, gratidão San Pedro de Atacama, e gratidão a esse blog por me dar espaço para compartilhar os melhores dias que já vivi até então.

Galeria de fotos de Liss pelo Chile:

Liss, estamos apaixonadas pela sua viagem, por suas dicas do Chile incríveis e únicas, pelas suas fotos e claro, pelo destino. Super obrigada por compartilhar pouco desse momento tão único com a gente!

E para ficar por dentro de mais dicas do Chile, clique aqui e confira outros posts do Tá Por Onde. 

 

Tags: , ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados