Pin TPO Dicas de Sardegna, na Itália por Vanessa Rosseto

27 agosto, 2018
Autor: Redação

A bailarina Vanessa Rosseto, de 31 anos, aproveitou a sua ida a um casamento em Bologna, e estendeu sua viagem por mais uma semana na companhia de seu namorado, até Sardegna, na Itália.

As paisagens naturais desse lugar são de cair o queixo, as dicas do destino estão melhores ainda. Para conferir todos os detalhes nos acompanhe, temos certeza que você vai amar!!!

 

 

 

TPO – O que te inspira e te move na busca de novos destinos e viagens?

VANESSA: Assim como todo mundo, eu amo viajar, acho que eu vivo só pra isso! Hahaha Meus momentos mais felizes da vida foram em viagens. O fato de chegar em um lugar desconhecido faz meu corpo todo se reconectar com minha alma. É realmente um ato de cura, de conhecimento não só do lugar, mas de mim mesma.

 

TPO – Qual foi o melhor conselho que já recebeu sobre “viagens”?

VANESSA: Com certeza foi da minha mãe: “Leva sempre um biscoitinho na bolsa, filha. Vai que alguma coisa acontece.” Nessa última viagem eu não tinha nada na bolsa e lembrei dela. O voo atrasou e eu estava MORRENDO de fome e arrependida por não ter lembrado dessa frase. Mas o comissário da Air China foi super simpático e serviu meu almoço antes de todo mundo! kkkkk

 

TPO – Depois de já ter conhecido e desbravado alguns destinos, o que ainda te assusta?

VANESSA: Preciso admitir que não sou uma pessoa muito medrosa nem nada. Eu me considero bem corajosa hahaha. Acho que meu maior medo em viagens é não ter um banheiro bom no hotel, hahahahaha.

 

TÁ POR ONDE

 

TPO – Playlist da Trip:

VANESSA: Normalmente eu ouço playlists do meu namorado no spotify, mas nesse caso na Itália, resolvemos escutar as rádios locais quando estávamos dirigindo. As rádios que mais gostamos foram Montecarlo e Deejay.

 

TPO – O que não pode faltar nessa mala?

VANESSA: Eu fui pra Sardegna agora em junho, e estava muito calor, então basicamente: biquínis, shorts jeans, saídas de praia, havaianas, um par de tênis para as trilhas, todos os acessórios de praia que você quiser (aka canga, chapéu, protetores, máscaras de mergulho etc), bolsa de palha, um casaquinho leve para a noite, uma sandália Anabela de ráfia ou palha para jantares e um maiô ou hot pants bafo para um sunset especial ou passeio de barco.

 

TPO – Como você chegou lá?

VANESSA: Eu estava em Bologna para um casamento, então saí do aeroporto de Bologna para o Aeroporto de Olbia, que é o mais perto da região que eu visitaria da Sardegna, o norte da ilha. A Sardegna é giganteeee, então a escolha do aeroporto mais perto de onde você vai ficar, faz toda a diferença! Do aeroporto alugamos um carro com a B-rent e fizemos o trajeto de carro. Voltei para Milão pelo aeroporto de Olbia novamente, mas como fui para Stintino, poderia ter voltado pelo aeroporto de Alghero também.

 

 

TÁ POR ONDE

 

TPO – Mala de rodinha ou mochilão?

VANESSA: Depende muito do tipo de Sardegna que você vai conhecer! Eu não gosto de carregar malas grandes e pra essa viagem, que praticamente eu só tinha biquíni, daria pra fazer sim de mochila. A questão é que como eu fui para um casamento em Bologna estava com coisas extras. De qualquer forma, não tive problemas com as malas, porquê boa parte do tempo a mala grande ficou no carro e eu só levava o necessário na mala de mão para o quarto do hotel. (isso porque eu fiquei em três hotéis diferentes! Haha).

 

TPO – O que não dá pra perder?

VANESSA:  La Maddalena é imperdível, principalmente a praia de Cala Cotticio, que fica em Caprera. Eu gostei tanto de lá, que fui 2 vezes. Dá pra ir tanto de barco quanto por trilha. O trajeto é mais ou menos de 1,5km de trilha, porém tem umas partes chatas que demoram um pouco pra passar, mas nada difícil demais. Vá de tênis porque de chinelo não é aconselhável. Eu levei 40 minutos pra fazer essa trilha e a recompensa no final vale muitoooo a pena! Tem que levar tudo pra praia também: sanduíches, água, canga etc. Mas eu aconselho levar na mochila, para não ficar carregando peso durante a trilha. Acho que Cala Cotticio e Cala Bianca (uma é ao lado da outra) são as praias mais lindas que já vi na vida, são pequenas, uma água do mar azul muito azul, sem ondas e a temperatura da água perfeita.

 

TPO – Onde e o que comer?

VANESSA: Na Itália sinceramente qualquer lugar é lugar! Hahaha. Eu simplesmente comi maravilhosamente bem sempre. Mas um restaurante me chamou a atenção em especial em La Maddalena, e se chama Vecchia Ilva. Aquele bom e velho conceito de custo benefício mas com qualidade de comida impecável. Lugar agradável, com mesas na rua e garçons que pareciam ter saído de uma peça de teatro de tão simpáticos e engraçados. Comi uma espécie de lasanha, que se chama Zuppa Gallurese, cheia de peccorino que eu não consigo explicar em palavras o que era aquele prato! Típico da Sardenha, btw!

 

TPO – Onde se hospedou?

VANESSA: Como eu queria conhecer o norte da Sardenha, achei melhor ficar em 3 hotéis diferentes: um perto de Spiaggia del Principe; outro em La Maddalena; e um terceiro em Stintino. Sem dúvidas, o melhor deles e que eu ficaria vários outros dias, foi o Cala Lunga Hotel, localização maravilhosa, com praia privativa, piscina com deck e barzinho no alto, alguns restaurantes em volta e um café da manhã maravilhoso. Se tenho algo a reclamar? Talvez que a vista do estacionamento era muito melhor que a do meu quarto! Hahaha. O hotel é ideal pra casais, mas eu não me importaria em ir com um grupo de amigas. A Ilha de La Maddalena é pequena, mas você precisa ter carro pra se locomover, ou barco, as you wish! Haha.

 

 

TÁ POR ONDE

 

TPO – Em qual época do ano você escolheu ir para esse destino?

VANESSA: Escolhi junho porque estava indo pra Itália para um casamento, então fui para a ilha logo após. Porém, recomendo irem nesta época mesmo. A ilha estava VAZIA! O verão estava a todo vapor e as praias estavam bem calmas. Dizem que em agosto é um terror – em questões de preços, calor e lotação -.

 

TPO – Fatos engraçados:

VANESSA: Um fato curioso foi que eu não estava no mood pra fazer trilhas. Estava com estiramento no harmstring direito e não estava preparada psicologicamente pra usar minha coxa. Eu sou bailarina, e nas minhas férias quero mesmo é descansar e relaxar. De repente, meu namorado para o caro no pico de uma montanha e diz com o maior sorriso descarado no rosto: “É aqui monamu!”. Eu saí do carro sem querer acreditar que teria toda aquela trilha imensa, que eu não fazia ideia de quão longa ou difícil seria, pela frente. Eu comecei a discutir com ele, a reclamar e quase pedi pra voltar Hahaha. Homens, fica a dica: Não levem sua namorada para uma trilha sem avisar! Eu estava vestindo uma saída de praia esvoaçante, biquíni e chinelo. A sorte é que meu tênis estava no carro, hahaha. Mas no fim, valeu muito a pena! Foi a trilha para Calla Cotticio e eu aprendi uma lição: Faça seu research antes de sair de casa, ou do hotel! hahaha

 

TPO – Cereja do Bolo:

VANESSA: Ver o sunset no Phi Beach foi um momento muito especial. Estava com o meu namorado, que não via há quase 6 meses, vendo às 9 da noite um pôr do sol laranja e quente, iluminando o mar que estava a alguns passos dos meus pés. Tudo isso ao som de uma boa música e um bom vinho. Dividir aquele reflexo do sol no mar com quem amamos foi bem especial!

Estamos simplesmente apaixonadas por esse lugar!

 

 

 

 

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados