Pin TPO Cuba a inesquecível viagem de Bruno Defaccio

16 setembro, 2019
Autor: Redação

O supervisor de eventos de 29 anos, Bruno Defaccio, fez uma super viagem junto com amigos e namorado para Cuba. Como ele é louco pelo verão e por praias, Bruno separou 21 dias para conhecer não só Havana, como também Cienfuegos e Varadero, cidades próximas à capital. Por aqui, ele compartilhou com a gente, todos os detalhes dessa trip inesquecível e dicas de Cuba indispensáveis.

Fique com a gente e confira!

TPO – O que te inspira e te move na busca de novos destinos e viagens?

BRUNO: Sou apaixonado por praia, um dos fatores determinantes pela escolha de Cuba. Conhecer a cultura e o funcionamento do socialista também me acenderam a curiosidade. Eu acreditava que o país seria bem atrasado, que as coisas fossem escassas. Quando cheguei notei que não é bem assim.

TPO – Qual foi o melhor conselho que recebeu sobre Cuba?

BRUNO: Melhor conselho foi levar Euro, pois o Dólar possui desconto de 10% e não é muito valorizado lá, por causa do embargo americano. PS: eles adoram brasileiros.

 

TPO – Playlist da Trip:

BRUNO: Camila Cabello – Havana, melhor musica para se ouvir durante passeio em um carro da década de 50 por Havana Velha. Tocava muita Salsa, reggaeton e até Anitta nos locais.

 

 

TPO – O que não pode faltar nessa mala?

BRUNO: Muito protetor solar, roupas leves e chinelo.

 

TPO – Como você chegou lá?

BRUNO: Não há vôo direto do Brasil para Cuba, além disso eles são caros, portanto para ficar mais em conta, comprei um com 2 escalas na ida e 2 na volta. Ida: São Paulo – Chile, Chile – Peru (3 horas de escala), Peru – Cuba (4 horas de escala). Volta: Cuba – Peru (3:30 horas de escala), Peru – Paraguai (5 horas de escala), Paraguai – São Paulo.


Seguros Promo

 

TPO – Mala de rodinha ou mochilão?

BRUNO: Sem dúvida mochilão, porém fui com mala de rodinha. Não foi muito bom porque tinham muitas ruas de pedra, e em algumas hospedagens haviam escadas, e como fiquei em várias cidades, para locomoção não foi prático.

 

TPO – O que não dá pra perder?

BRUNO: São muitos lugares, Havana toda é imperdível, coloque um tênis e vá caminhar. Passe pelo Capitólio, ande no Malecon, vá até a casa de Che Guevara, faça um lindo passeio em um dos carros antigos (que são um show à parte), suba até o terraço do hotel Gran Hotel Manzana Kempinski para curtir uma vista maravilhosa da cidade, não esqueça da Plaza de la Revolución. Passe alguns dias em um dos resorts do balneário de Varadero, – um dos lugares mais lindos e incríveis que conheci -. Trinidad, cidade histórica que te faz voltar no tempo, lá não deixe de ir na praia de Ancón e curtir uma boa salsa na casa de la música. Cienfuegos é também uma cidade histórica, lá vá até a praia de Rancho Luna, faça um passeio de barco no lago para ver os flamingos rosas, conheça as lindas cachoeiras de El Nicho e curta uma festa no Iate clube da cidade.

 

Dicas de Cuba

 

TPO – Onde e o que comer?

BRUNO: Em todos os destinos optei por locais baratos para alimentação, lá não há muita diversidade. Sendo assim não me recordo de todos, na maioria eram locais pequenos, com exceção de Trinidad onde jantamos em um belo e delicioso restaurante italiano chamado Ristoranti Sapori Italiani e em Cienfuegos no Las Mamparas (que serve uma maravilhosa Paella).

 

TPO – Onde se hospedou? 

BRUNO: Todas as hospedagens foram fechadas pelo Airbnb, exceto Varadero onde ficamos no Resort Ocidental Arenas Blancas. Em Havana ficamos em 2 casas diferentes, em Trinidad ficamos em um hostel e em Cienfuegos em outro chamado hostel Maikel. Do aeroporto até a cidade existem táxis coletivos, o mesmo que usamos de uma cidade pra outra, sempre negociando preço diretamente com o motorista (não negocie com terceiros pois podem mudar o preço). Em todos os locais fomos bem recebidos e todos possuem boa estrutura e higiene, como as cidades são pequenas, tudo fica próximo. Obs: dá para fechar hospedagens diretamente lá, varias casas nas cidades alugam quartos.

 

Dicas indispensáveis de CubaTPO – Em qual época do ano você escolheu ir para a Cuba?

BRUNO: Fui em junho, verão no Hemisfério Norte, para fugir do inverno aqui. Teve sol todos os dias, mesmo que chovesse, era muito rápido, depois nem parecia que tinha chovido. A escolha foi na cara e coragem, sem nenhuma indicação.

 

 

TPO – Fatos engraçados:

BRUNO:  Em Havana peguei um ônibus que era só para motos, lá estavam várias delas, e eu e meus amigos no meio. Os ônibus não param nos pontos e tivemos que correr atrás para entrar. Inventei de fazer passeio a cavalo em Trinidad, ele desembestou a correr e quase tive um treco. Em um dia no Resort estava bem alto e pedi uma caipirinha com pinga, todos começaram a rir de mim, sem entender, fiquei sabendo que lá pinga é um palavrão. Outra coisa marcante é que eles são viciados em novela brasileira, assim que descobriam quem eu era, vinham me perguntar delas, em especial da Carminha. Como fui na época da Copa América, nos dias de jogos da seleção íamos em algum bar ou restaurante e sempre pedíamos para os garçons colocarem no jogo, no final todo mundo acabava torcendo com a gente.

 

TPO – Cereja do Bolo: 

BRUNO: O que foi marcante é a receptividade deles e o carinho pelo Brasil e brasileiros. São muito educados felizes, uma simplicidade linda e mesmo com as dificuldades, o país é super seguro, não há roubos e zero de preconceitos. CUBA TE AMO

 

 

 

 

 

Galeria de imagens de Bruno em Cuba:

Bruno, nós amamos as suas dicas de Cuba, as fotos, os lugares e todo a experiência que você viveu, muito obrigada por compartilhar com o Tá Por Onde.

E se você animou para fazer essa trip também, dê um pulo no nosso post sobre Havana.

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados