Tudo sobre Creta: O que fazer na maior ilha da Grécia

11 julho, 2019
Autor: Redação

Grécia é sem dúvidas um dos países mais procurados por turistas, que vão curtir o verão europeu. Mykonos e Santorini são os lugares mais frequentados nos meses de junho, julho e agosto. Porém, o país vai muito além, principalmente quando o assunto são belas paisagens e praias paradisíacas. E um ótimo exemplo, e uma outra sugestão de viagem, é a Ilha de Creta.

Então, se você quiser sair do comum, e explorar a Grécia por outros lados, entre aqui e confira todas as dicas desse destino incrível!

A maior ilha da Grécia e a quinta maior do Mediterrâneo, Creta possui 8.333 km² e está localizada na parte mais meridional do mar Egeu separando-o do mar da Líbia. Ela é rodeada por mais de mil quilômetros de costa, e está no ponto mais ao sul da Europa. E por possuírem solos riquíssimos, a sua economia é baseada primeiramente na agricultura, e depois no turismo.

A ilha também é conhecida pelo seu grande cenário mitológico, onde há histórias da Mitologia Grega que dizem que Creta foi governada pelo Rei Mino, o filho de Zeus e Europa, e foi por suas ordens que o labirinto do Minotauro – derrotado pelo herói Teseu -, foi construído por Dédalo.

Creta é dividia em 4 regiões: Lasithi, Chania, Rethymno e Heraklion, – a maior cidade da ilha-, e com certeza é um dos melhores destinos do país para visitar, já que por lá podemos desfrutar de tudo um pouco, como, paisagens naturais, praias paradisíacas, fortalezas históricas, restaurantes de ótima qualidade, diversas opções de hospedagem, sítios arqueológicos, cidades portuárias e um clima pra lá de especial.

E para saber o que fazer nesse destino tão único, trouxemos por aqui quais são as melhores atrações, veja só:

O que fazer em Creta?

Museu Arqueológico de Heraklion: Um dos principais museus da Grécia, oferece a melhor coleção de arte minoica do mundo. São 23 salas com um acervo imenso e rico, que contam, através de achados de sítios arqueológicos, a história da ilha de Creta. Por lá, podemos apreciar de perto tesouros pré-históricos da Idade do Bronze, helênicos e romanos.

Palácio de Knossos: Localizado próximo da cidade moderna de Heraklion, esse é o maior sítio arqueológico da Idade do Bronze na ilha, e um importante centro político-cultural e cerimonial da Civilização Minoica. Acredita-se que Knossos, tenha sido também o palácio do rei Minos – o rei semi-deus filho de Zeus.

Cidade Velha de Chania: Na costa norte de Creta, Chania, pode oferecer um passeio pra lá de especial. Toda rodeada por montanhas iminentes, podemos apreciar o seu centro-histórico que é a maior atração do local, as ruas de paralelepípedos que parecem um labirinto, os passeios panorâmicos à beira-mar e as casas no estilo veneziano, turcos e judeus.

Rethymno: A charmosa cidade de Rethymno está entre Chania e Heraklion, e é composta por construções da era veneziana, e algumas do domínio turco, que aconteceu entre 1669 a 1898, como por exemplo o imponente Minarete – a torre de uma mesquita. Muitos desses edifícios históricos viraram lojas, tavernas e hotéis, que deixam o passeio ainda mais interessante. Além disso, nas montanhas que rodeiam essa região, há diversas aldeias rurais com centros de agroturismo, e que podem ser visitados. E para fechar com chave de ouro, a praia e sua longa faixa de areia a leste da cidade, é perfeita para banho e aproveitar com a família toda.

Fortaleza de Koules: Localizado no interior de Heraklion, essa fortaleza pertenceu aos turcos no século IX e X e servia como uma prisão para rebeldes cretenses. Em 1303 a torre foi destruída por causa de um terremoto, mas felizmente foi reestruturada e atualmente é um ponto de partida para ferries comerciais e de passageiros. O local é lindo, principalmente do lado de fora, que é decorado com 3 leões e pedras de São Marcos, – um grande símbolo do imperialismo veneziano -, além de aterros e balas de canhão, o que fazem qualquer pessoa se sentir em séculos passados. Em seu interior também são realizados muitos eventos, como exposições de arte, teatros e shows por exemplo, vale a pena reservar um dia para assistir um espetáculo.

Não deixe de fazer também…

  • Visitar a Ilha de Spinalonga;
  • Conhecer a aldeia cortada de Loutro;
  • Mergulhar na praia de Seitan Limania;
  • Explorar a Baía de Mirabello;
  • Saborear a comida grega;
  • Admirar a vista da Lagoa de Balos;
  • Observar os moinhos de vento de Lasithi;
  • Experimentar os vinhos, nas vinícolas de Lyrarakis Winery;
  • Ir no Mosteiro da Santíssima Trindade;
  • Explorar o Parque Nacional Samariá Gorge;
  • Conhecer a vila de pescadores de Sissi;
  • Visitar o Mosteiro sagrado de Arkadi.

As melhores praias de Creta:

Se tem uma coisa na Grécia que não decepciona, essa coisa se chama PRAIA. São diversas e uma mais linda que a outra, para aproveitar. Se você ama verão, calor, sol e paisagens naturais, esse lugar é ideal. Trouxemos uma lista de quais praias você não pode deixar de visitar em Creta:

  • Palm Beach;
  • Preveli;
  • Rodakino;
  • Plakias;
  • Red Sand Beach;
  • Chania;
  • Balos Lagoon;
  • Elafonissi;
  • Kedrodasos;
  • Falassarna;
  • Matala;
  • Tymbaki;
  • Triopetra;
  • Skinaria Beach;
  • Koutsounari;
  • Seitan Limania.

Vida noturna em Creta:

Malia é uma das cidades mais animadas durante a noite, são diversos bares agitados, que oferecem comidas, bebidas e muita música boa. Algumas de nossas sugestões são: AntidoteNotos Cafe & Wine Bar e The Hemingway.

Uma outra cidade que é conhecida pelas suas noites agitadas, é Hersonissos, que está bem perto de Heraklion. São diversos bares a beira mar, com um visual incrível para as praias, que deixam qualquer um fascinado. Os lugares mais procurados lá são: Y.O.L.O. Bar, Palm Beach Club e o New York Beach Club.

Melhores hotéis de Creta:

Stella Island Luxury Resort & Spa

Como chegar?

Na ilha de Creta há 3 aeroportos internacionais, em Heraklion, em Chania e em Sitía. Como as duas primeiras cidades, são as mais turísticas, a nossa sugestão é desembarcar em uma delas. Diferentes companhia aéreas oferecem voos diretos para a ilha, saindo de diversas capitais da Europa.

Outras opção é ir por Atenas, através de voos domésticos, em uma viagem com menos de uma hora, ou também de ferry boat, a partir de um município vizinho chamado Pireu.

Quando ir?

A melhor época para ir à Grécia é durante o verão europeu, que acontece nos meses de junho a setembro, por causa do seu clima quente e bem ensolarado. Porém, os meses de julho e agosto, as cidades costumam a lotar e então os preços ficam mais altos. Nossa sugestão, é que se você prefere um lugar mais tranquilo, com menos muvuca e preços razoáveis, e ainda assim aproveitar o verão das ilhas, é apostar nos meses que beiram a temporada, como maio, junho ou setembro.

É preciso saber…

  • A Grécia não é muito adepta a cartão de crédito, principalmente nas ilhas. Portanto, vale a pena perguntar antes de sentar em uma mesa em algum estabelecimento, e sempre ter euro em mãos.
  • Se quiser conhecer Santorini, há ferries todos os dias, em 2 horários, que partem no Porto de Heraklion. O percurso levar em torno de 1h30 a 2h30.
  • Não é exigido visto de turista para entrar na Europa, porém, a presença de um seguro viagem que possua no mínimo uma cobertura de 30 mil euros em assistência médica, é terminantemente obrigatória.

Impossível não amar a Grécia, não é?!

Tags:
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados