Onde fazer mergulho com tubarão-tigre nas Bahamas

12 setembro, 2019
Autor: Redação

Já imaginou fazer um mergulho com tubarão-tigre, uma das espécies mais perigosas que existe? Por aqui, fizemos um post com todas as dicas essenciais para você mergulhar em Bahamas, além de curiosidades sobre o animal, técnicas importantes e até como se defender de um possível ataque.

Continue com a gente e prepare-se para mais uma aventura inesquecível

Onde mergulhar com tubarões-tigre nas Bahamas:

Sem dúvida, as Bahamas está no top five dos melhores destinos para se mergulhar no mundo inteiro. Afinal de contas, são nada mais nada menos, do que 700 ilhas praticamente intocadas e cerca de 2.500 baías, onde o Oceano Atlântico encontra o Mar do Caribe. No mínimo um paraíso, não é?!

Suas águas mornas, limpas e cristalinas permitem que os mergulhadores vivam a experiência ao lado de um tubarão em seu habitat natural, como também admirar os coloridos corais, arraias, golfinhos, tartarugas e até baleias.

Mas você deve estar se perguntando, entre tantas ilhas gigantes que existem nas Bahamas, qual o lugar exato que encontramos os tubarões-tigres? Calma, iremos te falar agora mesmo…

O melhor lugar das Bahamas para mergulhar com tubarão-tigre:

Tiger Beach: Esse é o lugar mais certeiro do país para encontrar os tubarões. A Praia do Tigre está localizada a uma hora de barco da costa da Ilha Grand Bahama, um local que é pouco visitado e muito procurado para o mergulho e a observação passiva dos animais. Além do tubarão-tigre, é possível nadar também com os tubarões-limão, oceânicos e os dóceis golfinhos. Para fazer esse passeio, recomenda-se equipamentos mais pesados, para os mergulhadores ancorarem no fundo do mar com mais facilidade, sem agitar e despertar os animais e nem obstruir a vista com areia.

Como é feito esse mergulho?

É preciso deixar bem claro que as regras devem ser seguidas, portanto aqui vão algumas delas:

  • Não toque no animal;
  • Não dê as costas para eles;
  • Não faça nenhum movimento brusco;
  • Permaneça firme no fundo arenoso.

Normalmente, os guias especializados das agências que fazem esse passeio, atraem os tubarões com pedaços de peixe. Os outros mergulhadores se alinham no fundo entre  20 a 50 pés de profundidade, em uma fila ou em um formato em “V” atrás do alimentador – deixando-o no centro, onde os tubarões vão aparecer para comer. Então, aproximadamente 15 minutos depois da isca ser jogada, os animais chegam em um bando de 7 até 20, dependendo da época.

Melhor época para fazer o mergulho com tubarão-tigre nas Bahamas:

Os meses de fevereiro e março são a melhor época para a observação dos tubarões-tigre, os meses de julho e agosto, são o período onde eles aparecem em menor quantidade.

Curiosidades do tubarão-tigre:

O tubarão-tigre é muito fácil de ser distinguido das outras espécies, pois possuem características muito próprias, como por exemplo: sua cabeça é larga e plana, o focinho é menor do que a largura da boca, os sulcos labiais são longos, seus dentes possuem bordas serrilhadas e cúspides curvilíneas e o seu corpo é bem esbelto, já a sua barbatana caudal é comprida e pontiaguda.

Um tubarão-tigre adulto mede entre 3 a 4,5 metros, e chega a pesar entre 380 a 640 kg. Sua vida útil é de aproximadamente 27 anos, onde amadurecem entre seus 4 a 7 anos. A espécie é ovípara, com cerca de 35 a 55 filhotes em cada ninhada. A gestação da fêmea dura em torno de 12 meses, e seus filhotes nascem com um comprimento de aproximadamente 68 a 85 cm.

Pode-se dizer que a espécie é um alimentador não seletivo, já que consome uma enorme variedade de presa, como caranguejos, lagostas, lula, peixes ósseos, arraias, botos, tartarugas, mamíferos, pequenos tubarões e até aves marinhas e alguns animais terrestres. Ele também é considerado um predador voraz, onde em seu primeiro ataque é feito com uma mordida forte para identificar a presa, e logo depois balança a sua cabeça de um lado para o outro para despedaçá-la. O tubarão-tigre é considerado uma das espécies mais perigosas e agressivas, e se torna ainda mais ativo quando é estimulado pelos seus alimentos.

Podemos encontrar a espécie em águas temperadas tropicais e quentes, tanto em oceânicas em uma profundidade de até 140 metros, quanto em águas costeiras rasas, turvas e até em águas doces. E por isso, é comumente visto em todo mundo, e não só nas Bahamas.

Por isso, achamos importante informar sobre como se defender da espécie, devido ao fato dele ser o mais perigoso de todos os tubarões. Vamos lá?

Como se defender de um tubarão-tigre:

Mesmo nós, seres humanos, não sermos o alvo principal dos tubarões, todos os anos, acontecem cerca de 70 a 100 ataques no mundo todo, e por isso é preciso saber como se defender, caso alguma coisa dê errado.

Existe uma super invenção, pensado nos praticantes de surf, mergulho, caça submarina, caiaque e pesca oceânica, de uma empresa australiana chamada SeaChange, que criou o Shark Shield, um dispositivo eletrônico que funciona como uma espécie de repelente de tubarões, que ao ser inserido como uma tornozeleira, desenvolve um campo elétrico dando uma sensação desagradável que afeta as ampolas de Lorenzini do tubarão, ao entra nesse campo o tubarão tem espasmos musculares incontroláveis, fazendo com que ele fuja da área.

Além disso, existem algumas técnicas que podem ser usadas para você se defender, como por exemplo, o contra-ataque. Isso mesmo, pode parecer um absurdo você bater de frente com um tubarão, porém, reagir é a atitude mais coerente e certeira a se fazer.

Quando um tubarão é atacado, ele se sente mais “intimidado” e tem a ideia de que você não é uma presa tão indefesa quanto ele imaginava. Mas lembre-se, há lugares pontuais para atacar, eles são: olhos, nariz, fendas branquiais (guelras) e perto da barbatana lateral. Para dar certo, o ideal é atacá-lo com toda a força que tiver e com movimentos repetitivos, e se tiver em mãos algum objeto como cilindro, câmera fotográfica ou um arpão, é melhor ainda.

Dicas para fazer o mergulho com tubarões:

  • Mergulhe em grupos;
  • Evite o mergulho ao amanhecer e ao anoitecer;
  • Escolha um operador de mergulho responsável;
  • Evite colônias de mamíferos marinhos;
  • Entenda como é o comportamento do tubarão;
  • Conheça o meio ambiente;
  • Mantenha sua respiração estável;
  • Escolha a vestimenta adequada;
  • Siga todos os procedimentos de segurança;
  • Nunca use o flash da câmera;
  • Não nade tão distante do recife.

Como chegar em Grand Bahama:

A Ilha está apenas a 90 km da costa da Flórida, portanto é possível chegar no destino final, tanto de avião, através do Grand Bahama International Aiport (FPO), que conta com vôos diretos de Nassua e das principais cidades dos Estados Unidos e Canadá, quanto de ferry boat.

Hotéis em Grand Bahama:

E aí, vai ter coragem de encarar essa?

E para deixar o seu roteiro ainda mais incrível, por aqui temos um post com dicas de Exuma, a praia dos porcos nadadores de Bahamas, confira!

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados