Chicago: atrações turísticas, vida noturna, restaurantes e muito mais

8 novembro, 2018
Autor: Redação

Com certeza os Estados Unidos é um país que agrada todos os tipos de turistas, e o motivo não é segredo pra ninguém. Seu território é tão grandioso, que em cada estado ou cidade que passamos, podemos vivenciar experiências totalmente diferentes e extintas. Chicago, por exemplo, é uma das cidades que não poderiam deixar de aparecer no Tá Por Onde, e nem na lista de viagens de vocês. A cidade é incrível e pode oferecer as melhores experiências para viajantes de todas as idades.

Tem uma viagem marcada para lá ou procura por um destino surpreendente para conhecer. Então fique com a gente, que hoje apresentaremos todas as dicas de Chicago!

Chicago, está localizada no estado de Ilinois, na região Centro-Oeste dos Estados Unidos, e conta com aproximadamente 2,7 milhões de habitantes, sendo a cidade mais populosa do estado e a terceira do país, depois de Nova York e Los Angeles. Sendo também a sede do Condado de Cook, o segundo mais populoso dos EUA.

Atualmente, Chicago é considerado um importante polo industrial do ramo de telecomunicações, transportes e infraestruturas, como por exemplo abrigando o Aeroporto Internacional O’Hare, o segundo aeroporto mais movimentado – no quesito tráfego -, do mundo. Sem contar, que a cidade também é um grande centro de negócios e finanças, estando na lista dos 10 melhores do mundo pelo Índice de Centro Financeiros Globais. Chicago também entrou como o quarto maior Produto Interno Bruto, entre as áreas metropolitanas do mundo. Também podemos dizer que no quesito cultura, a cidade não fica para trás, oferecendo mais de 200 teatros, galerias de artes, entretenimentos variados, comércios e cenários de filmes importantes. Além de ser a cidade com mais áreas verdes reservadas para parques, possuindo um número de 552 parques ao livre.

Além de tudo isso, a cidade também é considerada barata e acessível, acolhendo muitas pessoas não só de outros estados do país, como estrangeiros que buscam oportunidades. Já ficou encantado por Chicago? Você ainda não viu nada. Vamos separar todas as programações importantes para você planejar uma viagem até lá.

Quando ir à Chicago?

Hoje começaremos as dicas, falando sobre como são as estações do ano na cidade, pois isso influenciará muito na escolha de cada turista para viajar e até as opções de passeios, já que há uma variação de basicamente 40°C entre o verão e o inverno.

Verão: A estação que vai de junho até agosto, possui temperaturas que variam de 17°C a 28°C, e é muito procurada pelos turistas, principalmente pelos americanos que estão em férias escolares. Nesses meses, a cidade tem os dias mais longos, oferece diversos festivais ao ar livre, atrações gratuitas, praias e parques abertos, bicicletas pelas ruas e passeios especiais. Porém, vale lembrar também, que como o verão é a alta temporada, as filas dos lugares costumam ficar muito maiores e os preços, principalmente de hospedagens, ficam mais altos.

Outono: A estação que vai dos meses de setembro a novembro, é uma ótima época para quem não gosta de tumultos e preferem as temperaturas amenas, já que grande parte dos turistas já foram embora devido às aulas e os termômetros começaram abaixar gradativamente. Vale lembrar, que o melhor mês do outono para visitar Chicago é setembro, pois a temperatura ainda está mais alta, em uma média de 12°C e 24°C, possibilitando fazer alguns passeios típicos de verão, como andar de barco pelo Lago Michigan por exemplo. No fim da estação, a cara da cidade já é quase de inverno, quando a neve começa a cair.

Inverno: A experiência que você viverá em Chicago no verão é completamente diferente no inverno. Isso por que, além das temperaturas chegarem a -15°C com sensações mais baixas ainda, a cidade fica coberta de neve e muitas atrações são fechadas. Mas calma, Chicago é muito procurada nessa época também, pois as paisagens ficam maravilhosas, como por exemplo a do próprio Lago Michigan, que está todo congelado, sem falar nas luzes de natal por todo centro turístico e a pista de patinação do Millennium Park ativada. Os museus e restaurante com certeza estarão climatizados, prontos para receberem seus turistas.

Primavera: Março, abril e maio são os meses da primavera americana, a estação mais chuvosa e com mais variações térmicas em único dia. Mas é nesse período que a cidade volta a ganhar cores e as atrações começam a reabrir. Como no outono, a primavera é uma estação mais vazia em Chicago. O mês mais recomendado da estação é maio, que conta com temperaturas entre 8°C e 19°C, e o Memorial Day, um feriado no final do mês que marca o início do verão, quando as piscinas são abertas ao público e barcos começam a chegar pelo Lago Michigan.

Atrações turísticas imperdíveis em Chicago:

Pronto, agora que você já sabe qual época é ideal para você visitar Chicago, vamos às atrações turísticas imperdíveis.

Skydeck: Esse é um observatório que está a 412 metros de altura, no décimo terceiro andar do Willis Tower, que por 25 anos foi considerado o prédio mais alto do mundo. Por lá podemos observar Chicago com uma vista panorâmica, por uma espécie de elevador de vidro, que nos dá a sensação de estarmos sobrevoando a cidade.

Navy Pier: Localizada às margens do lago Michigan e do rio Chicago, esse é um complexo que reune museus e parques de diversões com a famosa roda gigante Centennial Wheel que possui quase 60 metros de altura. A sua entrada é gratuita e está aberta todos os dias (exceto no Dia de Ação de Graças e Natal), com horários que variam entre 10h às 22h, dependendo do dia.

360 Chicago: Outra opção para poder admirar a vista panorâmica da cidade é essa. O mirante está no 96º andar, dos 100 andares, do prédio 875 N. Michigan, o antigo John Hancock Center. O lugar está aberto todos os dias e o dia inteiro, (mais precisamente das 9h às 23h). Além da espetacular vista, por lá também é possível conhecer o 360 CHICAGO’s Architect’s Corner – Café & Bar.

Millenium Park: Aberto todos os dias das 6h às 23h, esse é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade. Sua entrada é gratuita e é lá que está localizada a sua principal atração, o “The Bean” ou também chamada de Cloud Gate, aquela enorme escultura de aço e espelhada com formato de feijão. Por aqui também podemos patinar durante o inverno no McCormick Tribune Ice Rink, que também está aberto gratuitamente ao público.

Chicago Riverwalk: Bem nas margens do rio Chicago, esse é um ponto perfeito para passear, caminhar, comer, fazer compras e relaxar. Por lá encontramos diversas opções de restaurantes, táxis aquáticos, docas para andar de barcos, pontos de pescas e até caiaque para alugar e remar pelo rio. Além disso, há uma exposição disponibilizada pela Design Museum Foundation, especialmente para crianças, com atividades ao ar livre, jogos e playscapes.

Atividades e excursões por Chicago:

  • Cruzeiro de arquitetura com lancha pelo Lago Michigan e Rio Chicago;
  • Excursão sobre a Proibição de Chicago;
  • Veja a instalação de Yoko Ono no Jackson Park;
  • Veja shows e arte de rua no Millennium Park;
  • Cruzeiro com jantar no Chicago Odyssey;
  • Experiência noturna em um passeio de helicóptero;
  • Excursão de micro-ônibus pela cidade;
  • Veja uma peça estelar na Steppenwolf Theatre Company;
  • Cruzeiro fluvial arquitetônico;
  • Andar de barco pelo lago Michigan;
  • Caminhada na gloriosa 606
  • Aprecie as obras-primas no Art Institute of Chicago;
  • Vá a um jazz no fim de noite no Green Mill;
  • Confira as mais de 100 mil plantas no Conservatório Garfield Park;
  • Veja um filme à céu aberto no Millennium Park;
  • Admire gratuitamente os animais do Lincoln Park Zoo;
  • Faça uma caminhada ou ande de bike ao longo da trilha Lakefront;
  • Ouça blues ao vivo no Kingston Mines;
  • Aproveite o sol na praia de Montrose;
  • Patinação no Gelo no Millennium Park;
  • Não deixe de experimentar o cachorro quente de Chicago;
  • Explore a Chinatown.

Algumas atividades, principalmente as excursões, podem ser compradas com antecedência em algumas agências de turismo, porém isso não é primordial, já que podemos comprar tickets no próprio local. A não ser que você vá na alta temporada, que acontece durante o verão, aí sim recomendamos reservar antes os seus passeios.

Melhores Museus de Chicago:

  • Art Institute Of Chicago;
  • Museum Of Contemporary Art;
  • The Field Museum Of Natural History;
  • Chicago History Museum;
  • Shedd Aquarium;
  • Museum Of Science And Industry.

Como se locomover:

A melhor e mais economica maneira de se locomover em Chicago é utilizando os transportes públicos, sejam eles ônibus, trens ou metros, que diga-se de passagem são excelentes e podem nos levar aos 4 cantos da cidade, já que há um ponto a pelo menos cada 4 quarteirões.

Porém, para andar pelas regiões mais afastadas de Chicago, o ideal é utilizar o Pace Bus, um sistema de transporte público que faz linhas para as áreas mais longe do centro.

Como chegar:

A melhor e mais rápida opção para chegar em Chicago, vindo do Brasil, é através do aeroporto O’Hare International Airport (ORD), que está a 17 km do centro da cidade. São no total de 10h45 de viagem. Porém, esses voos são muito limitados, sendo apenas uma empresa operando, a United Airlines, com um voo por dia.

Há também outras opções, e até mais baratas, para chegar até lá, como por exemplo os voos com escalas nas cidades como Miami, Nova York, Atlanta e Cidade do Panamá. Certamente a sua viagem será mais longa nessa opção, porém, o número de voos é maior e a decolagem pode ser feita no outro aeroporto de Chicago, o Midway International Airport (MDW), que está apenas a 10 km do centro.

Melhores restaurantes de Chicago:

O melhor da Vida Noturna de Chicago:

Bares e casas noturnas:

Bares em Rooftops:

Onde ficar em Chicago?

Hotéis:

Hostels:

Agora que você já tem um roteiro completo de Chicago, é só marcar a data e fazer as malas. Boa viagem!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados