Pin TPO Singapura: museus, hotéis, como chegar e curiosidades

23 abril, 2019
Autor: Redação

Um continente cheio de histórias, segredos, culturas e descobertas incríveis é a Ásia. Seus países são exóticos, principalmente para nós brasileiros, que amamos explorar o desconhecido. Então que tal começar essa trip com Singapura? Por aqui você vai saber cada detalhe interessante e imprescindível para planejar uma viagem para um dos lugares mais ricos do continente. Separamos em dois posts, todas as dicas que você precisa saber.

Então continue com a gente e saiba sobre as curiosidades da cidade, dicas de passeios culturais, como chegar, como se locomover e dicas de hospedagem em Singapura.

A República de Singapura, é uma cidade-Estado – termo designado para cidades independentes que se tornaram minúsculos países -, localizado na Península Malaia, no sudeste da Ásia. Com aproximadamente 5 milhões de habitantes, o destino que está próximo ao Camboja, Vietnã, Indonésia e Filipinas, é constituído por 63 ilhas.

Após a sua independência, em 1965, Singapura teve um rápido crescimento econômico, ganhando grande espaço no empreendedorismo empresarial, sendo atualmente conhecida como um dos Quatro Tigres Asiáticos (os quatros países, sendo eles Hong Kong, Cingapura, Coreia do Sul e Taiwan, que alcançaram um acelerado desenvolvimento econômico e industrial).

Além disso, Singapura também é considerado o país mais moderno da linha do Equador, tendo um do portos mais movimentados do mundo e o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da Ásia. E mesmo tendo quase metade de seu território coberto por vegetação, o destino é elevadamente urbanizado, tendo mais áreas terrestres sendo desenvolvidas por meio de processos de aterramento marítimo.

Sua cultura também é bastante diversa, possuindo uma grande concentração de indianos, malaios e chineses, uma grande fusão de religiões, como o budismo, taoísmo, islamismo, cristianismo e hinduísmo, além de possuir 4 línguas oficiais: o inglês, malaio, mandarim e tâmil.

E por isso, Singapura é mencionada como “Ásia para principiantes”, pois é um destino perfeito para começar a conhecer o continente, já que é todo moderno, desenvolvido, seguro, excelentes e variados meios de transportes, todos falam inglês, possui uma gastronomia diversificada, passeios para todos os gostos, um lugar arborizado e super organizado.

Então vamos planejar essa viagem?

Museus de Singapura

Singapura está concorrendo com Hong Kong, para ser o centro de arte da Ásia, já que possui os melhores museus e centros de arte do continente todo. Todos os museus do destino são facilmente acessados via transportes públicos, possuem ambientes adaptados para deficientes físicos, ar-condicionado, banheiros e lojas de souvenirs. Além disso, é importante ressaltar, que mesmo sendo uma das cidades mais caras da Ásia, os museus em Singapura são acessíveis, sendo cobrado uma taxa de entrada por cerca de 5 a 10 dólares, e até em alguns dias específicos, de graça.

Museu Nacional de Singapura: Se você tiver que visitar apenas um museu em Singapura, com certeza indicamos esse. Por aqui, é possível se deslumbrar com um rico acervo de artefatos mais importantes de toda a história de Singapura, o motivo pelo qual é considerado como o Guardião dos 11 Tesouros Nacionais. Nesse museu, há também um ala chamada Quatro Galerias Vivas, onde encontramos diversas relíquias, réplicas, artefatos, roupas e filmagens, que documentam toda a história da moda, fotografia, artes cênicas e culinária de Singapura.

Onde fica? 93 Stamford Road
Horário de funcionamento: das 10 às 20h, todos os dias.
Valor: 10 dólares de Cingapura ou entrada gratuita das 18:00 às 20:00, diariamente.

Museu de Arte de Singapura (SAM): O lugar ideal para quem curte arte moderna e contemporânea. Por aqui podemos conferir um acervo com mais de 7 mil peças, entre elas: pinturas, instalações, desenhos, esculturas, gravuras e fotografias que contam a história da arte de todo o sudestes asiático.

Onde fica? 71 Bras Basah Road
Horário de funcionamento: de segunda à domingo – das 10h às 19h / sexta-feira – das 10h às 21h.
Valor: 10 dólares de Cingapura. Entrada gratuita na sexta-feira, das 18:00 às 21:00.

Museu Filatélico de Cingapura: Um lugar que reune uma coleção de selos e material filatélico de Singapura, da década de 1830 até hoje. Além disso, o museu incentiva a filatelia no país, organizando oficinas e palestras, e disponibilizando suas galerias permanentes, que contam como os selos narram a história do destino.

Onde fica? 23-B Coleman Street
Horário de funcionamento: segunda-feira, das 13:00 às 19:00 / terça à domingo – das 09:00 às 19:00
Valor: 5 dólares de Cingapura. Entrada gratuita no dia de Ano Novo, segundo dia do Ano Novo Chinês, Dia Nacional, Hari Raya Puasa, Deepavali e Dia de Natal.

Museu Peranakan: Peranakan, que significa “nascido localmente” na língua malaia, foi um grupo étnico, já distinto, mas que ainda influência muito o sudeste asiático, que pertencia aos descendentes de comerciantes chineses, que se estabeleceram em Singapura, Malaca e Penang, durante o século XIV que se casaram com mulheres malaias. Esse grupo também inclui os descendentes de comerciantes indianos com mulheres locais durante o século XV. E como esses casamentos geraram uma grande fusão de culturas, que reflete em muitos quesitos até hoje no país, como na arquitetura, culinária e moda, há um museu dedicado a eles, sendo o único que expõe um acervo com documentos e artefatos, contando sobre suas histórias. Muito interessante, vale a pena a visita.

Onde fica? 39 Arménia Street
Horário de funcionamento: segunda-feira – das 13:00 às 19:00 / terça à domingo das 09:30 às 19:00 (e às 21:00 nas sextas-feiras).
Valor: 6 dólares de Cingapura. Na sexta-feira, 3 dólares de Cingapura.

Museu das Civilizações Asiáticas (ACM): Esse museu é parada obrigatória para quem vai mochilar pela Ásia, sendo o único a apresentar artefatos e coleções que contam as histórias das diversas regiões do continente, incluindo o Oriente Médio. É basicamente um intensivão das aulas de história. Imperdível!

Onde fica? 1 Empress
Horário de Funcionamento: segunda-feira, das 13h às 19h / de terça à domingo das 9h às 19h (e às 21h nas sextas-feiras).
Valor: 8 dólares de Cingapura.

Outros museus em Singapura para conhecer:

  • Museu de História Natural de Lee Kong Chian;
  • Red Dot Design Museum em Cingapura;
  • Templo e Museu da Relíquia do Dente de Buda;
  • Centro do Patrimônio Indiano;
  • Centro de Descoberta de Singapura;
  • Centro do Património Malaio;
  • Capela e Museu de Changi;
  • Centro de Ciências de Singapura;
  • A caixa de batalha;
  • Museu Experimental Marítimo;
  • Forte Siloso;
  • Museu da Força Aérea da República de Singapura;
  • Museu NUS;
  • Museu dos Esportes;
  • Museu Parkview;
  • Museu das Câmeras Vintage;
  • MINT Museu de Brinquedos;
  • Museu da Ópera Chinesa de Cingapura;
  • Galeria do Patrimônio de Defesa Civil;
  • Madame Tussauds;
  • Museu do Olho do Truque.

Como chegar em Singapura:

A melhor maneira de chegar no destino, é a partir do Aeroporto Chagi de Singapura, um dos mais importantes aeroportos da Ásia e eleito por várias vezes como o melhor do mundo. Não há voos diretos saindo do Brasil até o destino, exigindo pelo menos uma conexão, tendo em torno de 24 horas de viagem no total.

#DicaTPO: Quando chegar no aeroporto, vá até o Stand Sinpapore Visitors Center, que está próximo ao desembarque, e se informe sobre todos os eventos que acontecerão pela cidade. Além disso, pegue os folhetos com dicas em geral, sobre descontos, restaurantes e atrações. 

Como se locomover em Singapura:

Como já dissemos, os transportes públicos de Singapura, como metro, trens e ônibus, são excelentes e de fácil acesso. A nossa dica é adquirir o Singapore Tourist Pass, um ticket para uso ilimitado de ônibus e trens por um, dois ou três dias.

Porém há também opções como táxi, aplicativos de serviço de transporte, aluguel de carros e a boa e velha caminhada, que particularmente é a melhor opção para conhecer afundo um destino.

Hospedagens em Singapura:

Hotéis de luxo em Singapura:

Hotéis mais acessíveis em Singapura:

Hostels em Singapura:

É preciso saber…

  • O fuso horário de Singapura, em relação ao horário de Brasília é de 11 horas para frente, por isso o famoso “jet lag” é inevitável;
  • Brasileiros não precisam de visto para entrar no destino e permanecer até 30 dias;
  • É exigido passaporte com validade mínima de 6 meses para entrar em Singapura;
  • O comprovante de vacina de febre amarela também é essencial para entrar no país;
  • Não é necessário oferecer gorjetas nos estabelecimentos em Singapura, pois em quase todos os restaurantes e hotéis os valores já estão com a taxa de 10% de serviço inclusa.

Está surpreso(a)? Tem MUITO mais para conhecer. Fique de olho, pois essa semana traremos o post com dicas sobre a melhor época para ir, passeios imperdíveis, gastronomia e a vida noturna de Singapura.

Até breve…

 

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados