Pin TPO Salamanca: um pouco de sua história e os pontos turísticos!

8 junho, 2020
Autor: Redação

Cidades que enriquecem o repertório, bagagem e cultura, são com a gente mesmo! E para provar isso, hoje falaremos sobre a grandiosa Salamanca, na Espanha, que devido a sua quantidade de riquezas e lugares bacanas para conhecer, separaremos em duas partes.

Fique ligado e viaje com a gente!

Localizada na província homônima, na comunidade autônoma espanhola de Castela e Leão, Salamanca possui cerca de 145 mil habitantes, e é uma cidade que envolve muita história, cultura, riquezas, pontos turísticos incríveis e lugares maravilhosos para toda a família explorar.

Há indícios arqueológicos, que a sua história começou no primeiro milênio antes de Cristo, onde era habitada no Cerro de São Vicente, um povo ligado à cultura de Las Cogotas, desde a Idade do Bronze.

Já na Idade do Ferro, no século IV a.C., a região abrigava outro povo, no Teso das Catedrais, no Cerro de São Isidro, onde ficam os castros, que permaneceram por lá até a chegada dos Romanos na cidade. No ano de 476 d.C., com a Queda do Império Romano do Ocidente, os alanos tomaram conta de toda a cidade, que em tempos depois, foi dominada pelos visigodos.

No ano de 712, muçulmanos da Península Ibérica invadiram Salamanca e por lá ficaram, até começarem acontecer os constantes conflitos com os cristãos que vinham do norte. Foi quando, já durante a Alta Idade Média, a região ficou conhecida como terra de ninguém. Em 939, depois da batalha de Simancas, Salamanca voltou a ser povoada, por pessoas que vinham da cidade de Leão.

No ano de 1218, A Universidade de Salamanca foi fundada, sendo a primeira da Espanha a ser construída e a quarta de toda Europa, vindo depois apenas das universidades de Bolonha, Oxford e Paris.

A época mais grandiosa da cidade foi no século XVI, tanto pelos seus habitantes, já que haviam cerca de 25 mil moradores, quanto em questões intelectuais, onde por volta do ano de 1580 aproximadamente 6.500 habitantes se matriculavam todos os anos na Universidade. Mas quase 100 anos depois, Salamanca entrou em decadência, possuindo apenas 12 mil habitantes.

Salamanca também sediou durante a Guerra Civil, algumas organizações falangistas – partidos políticos fascistas -, onde os documentos que comprovam isso formaram o Arquivo Geral da Guerra Civil Espanhola.


Seguros Promo

E apenas nesses parágrafos, deu para perceber que o lugar é um poço de histórias, não é?! Poderíamos ficar dias e dias contando tudo sobre os seus povoados. E para quem ama lugares que vivem as suas origens até hoje, aqui é o lugar certo para conhecer, já que atualmente, Salamanca é uma das cidades mais ricas em monumentos de diferentes épocas, como da Idade Média, Renascimento, Barroco e Neoclássico.

Vale lembrar também que hoje, a cidade possui duas universidades, a Universidade de Salamanca sendo uma instituição de ensino público, e a Universidade Pontifícia de Salamanca, sendo privada no âmbito da Igreja Católica. E que além disso, as suas fontes econômicas vêem através do turismo e das indústrias de curtumes – um processo do couro -, da cerveja e da moagem de cereais.

Não é maravilhosa?! Então vamos conhecê-la mais a fundo, e planejar a nossa viagem!

Principais pontos turísticos:

Plaza Mayor: Por aqui você encontra desde moradores locais quanto turistas do mundo todo. O local abriga uma imensa beleza arquitetônica com os seus prédios antigos, restaurantes, bares e café em seus arredores, além de ser um local muito procurado para admirar o sol se pondo.

Catedral Velha: Localizada na Plaza Juan XXII, a antiga catedral é uma importante construção religiosa, com riquíssimos trabalhos em ouro e altas pilastras em seu interior.

Palácio de Anaya: Conhecido pela sua decoração e uma belíssima arquitetura neoclássica, aqui é um dos lugares mais procurados pelos turistas. Sem falar que as suas janelas proporcionam uma vista única das catedrais e seus arredores.

Catedral Nova: Esse é um dos pontos obrigatórios da cidade. Por aqui você pode contemplar as diversas torres e capelas, que carregam muita história e beleza com sua arquitetura riquíssima.

Universidad de Salamanca: A primeira universidade da Espanha, construída ainda na idade Média, possui uma arquitetura de cair o queixo, toda rica em muitos detalhes. Além disso, o pátio, a biblioteca e as salas de aula são locais inspiradores que não podem deixar de serem visitados. É por esses e outros motivos que essa é considerada uma das universidades mais importantes do mundo!

#DicaTPO: Reserve pelo menos 3 ou 4 horas do seu dia para desfrutar a universidade como ela merece.

Convento de San Esteban: Outro ponto que não pode deixar de ser visitado. O local ainda conserva características e histórias do século passado e conta com jardins lindíssimos, perfeitos para descansar, desfrutar as suas belezas e passar um o dia por lá.

Museus:

  • Monumenta Salmanticae – Centro de Interpretação do Património Urbano e Arquitetônico da cidade – aqui é o melhor lugar para explorarmos de perto toda a história da cidade. Entrada gratuita.
  • Domus Artium 2002 – Um centro de arte contemporânea. Entrada gratuita.
  • Museu Art Noveau e Art Déco Casa Lis – Um incrível palacete de vidraças, que guarda tesouros preciosos da cidade. Valor da entrada varia entre 4 a 2 euros.
  • Museu da História do Automóvel – Localizado na antiga Fábrica de Luz, esse se tornou um dos museus mais importantes da Europa. Valor da entrada varia entre 2 a 3 euros, e na primeira terça-feira do mês é gratuita das 17h às 20h
  • Museu de Salamanca – O museu que abriga grandes obras históricas desde o século XV até hoje, está localizado em volta do pátio central do palácio dos Doutores da Rainha. A entrada por pessoa custa 1 euro em dias de semana, e aos sábados e domingo é gratuita.
  • Museu Provincial de Bellas Artes de Salamanca – Construído em 1835, o museu é formado por uma seção de arqueologia e uma seção de Belas Artes. Nos dias de semana a entrada é gratuita e aos finais de semana é cobrado um valor de 1,20€.
  • Museu Catedralício – O local abriga obras, pinturas e esculturas históricas dos séculos XV, XVI e XVII. O ingresso individual custa em torno de 5 euros, um grupo com 20 pessoas ou estudantes pagam 4 euros e às terças-feiras das 10h às 20h é grátis.

Museu de Salamanca

Não deixe de fazer…

  • Passeie pela Calle Toro e Calle Zamora;
  • Encontre o astronauta na porta norte da catedral;
  • Admire a fachada da universidade e procure o crânio e o sapo;
  • Suba na torre da catedral;
  • Entre na Zara na rua Toro;
  • Aprecie a fachada da casa de conchas das escadas da Universidade Pontifícia;
  • Entre na casa das conchas, visite o pátio e, a partir do 2º andar da vista da Universidade Pontifícia;
  • Entre no pátio das escolas secundárias da Universidade de Salamanca;
  • Visite o pomar Calixto e Melibea;
  • Visite a torre e o clero da Universidade Pontifícia.;
  • Veja o museu contemporâneo da casa de Lis;
  • Caminhe pela ponte romana e atravesse-a para chegar ao outro lado do rio;
  • igreja e o convento de San Esteban;
  • Visite a caverna de Salamanca;
  • Visita ao claustro do convento de San Esteban;
  • Conheça a Torre del Clavero passeando pela área histórica da cidade;
  • Festas de quinta-feira, como qualquer outro estudante universitário da cidade;
  • Encontre o Palácio de San Boal em um beco na rua Zamora e fotografe sua fachada;
  • Sente-se e desfrute da atmosfera da Plaza de Anaya;
  • Passeie pela cidade à noite;
  • Visite a igreja de San Marcos e contorne-a.

Ficou com um gostinho de quero mais, não ficou?! Então aguarde, que vem MUITO mais dicas de Salamanca por aqui. Fica de olho!

Tags:
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados