Pin TPO Planeje uma viagem para Teresina, no Piauí

18 abril, 2019
Autor: Redação

Teresina pode não estar nos primeiros lugares da sua “triplist”, mas depois que você conhecer afundo essa cidade, temos certeza que vai querer marcar uma viagem para lá na mesma hora. Hoje viemos dar todas as dicas essenciais para planejar mais uma experiência incrível que o Nordeste tem a nos oferece.

Vem dar uma olhada!

Localizada no estado do Piauí – o mais populoso do Brasil -, Teresina é a única capital do Nordeste que não tem praia, estando a mais e 300 km de distância do litoral. Porém, é um destino recompensado de outras maneiras, como por exemplo sua rica bagagem histórica, sua gastronomia irresistível, o encontro dos rios Poty e Parnaíba, além de ser muito conhecida pelo seu artesanato e suas ações sustentáveis.

Para quem não sabe, a Prefeitura de Teresina entrou em um projeto sustentável super bacana, com a finalidade de tornar a cidade cada vez mais verde e deixar o clima mais agradável para seus moradores e turistas, plantando centenas de mudas em diversos locais, como praças, avenidas e pontos turísticos. Além disso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, também oferece um serviço gratuito para a população, de entregas de mudas em casa e um acompanhamento técnico de como plantá-las e cuidá-las. O projeto chamado “Uma Árvore na Minha Vida” oferece mais de 25 espécies de mudas, sendo elas frutíferas, nativas e ornamentais.

O que fazer em Teresina:

Museu do Piauí: Em um sobrado construído em 1859 com característica neoclássicas, o local que já serviu como Palácio Governamental por quase toda a República Velha e abrigou também o Poder Judiciário, atualmente é um museu com um acervo com mais de 2 mil peças, sendo elas, pinturas, peças coloniais, artigos indígenas, coleções de moedas e fósseis, que contam muito sobre a rica história dessa região.

Parque Ambiental Encontro do Rios: O parque que está localizado na margem esquerda dos rios Poty e Parnaíba, é um dos pontos turísticos mais incríveis do Piauí todo. Além de uma infraestrutura ímpar, o local ainda conta com exposições, centros gastronômicos, feiras de artesanatos, camping, trilhas, mirantes e até um restaurante flutuante. É passeio imperdível para quem está em Teresina.

Jardim Botânico de Teresina: Aqui está a maior área preservada da cidade. São 38 hectares, utilizados para estudos de botânica e pesquisas importantes. Por lá há também trilhas educativas pela mata e um Museu de História Natural, que conta com peças históricas e objetos ligados à ciência.

Praça Marechal Deodoro da Fonseca: Esse é um passeio daqueles “vários em um”, já que o local que também é conhecido como Praça da Bandeira é cercada pelo Mercado Central, Palácio da Justiça, a Igreja Nossa Senhora do Amparo, um anfieteatro e a prefeitura. Por lá também há diversos eventos e atividades bacanas.

Lista de Patrimônio Histórico em Teresina:

A cidade conta com diversas construções que receberam o título de Patrimônio Histórico. Listamos por aqui quais são elas, para você não deixar de visita-las:

  • Palácio da Cidade;
  • Palácio Karnak;
  • Centro Cultural Praça Pedro II;
  • Encontro dos Rios;
  • Centro Histórico da Praça Bandeira;
  • Parque Fóssil de Teresina;
  • Casa da Cultura do Piauí;
  • Colégio Sagrado Coração de Jesus;
  • Colégio São Francisco de Sales;
  • Estação Ferroviária de Therezina;
  • Igreja de São Benedito;
  • Igreja Nossa Senhora das Dores;
  • Teatro 4 de Setembro;
  • Palácio Arcebispal de Teresina;
  • Convento São Benedito;
  • Troca-Troca.

Palácio Karnak

Gastronomia no Piauí:

A gastronomia piauiense é fonte de renda de muitos locais, isso porque ela é conhecida por ser mais um legado riquíssimo deixado pelos indígenas. Com o passar do tempo, ela foi se adaptando, ganhando também grandes influências dos africanos e portugueses.

Milho, macaxeira, farinha de mandioca, mel, pimenta da terra, carne de sol, peixe e frutos do mar, são alguns dos ingredientes mais usados por lá, porém, dizem que o segredo da culinária piauiense é a maneira em que os pratos são preparados, sendo feitos em panelas de barro.

Pratos típicos piauiense:

  • Pintado ou mugunzá – feijão com pé e orelha de porco;
  • Bode assado na brasa;
  • Arroz com abóbora;
  • Feijão com pequi;
  • “Maria Isabel” – mistura de arroz com carne seca de gado, que também é variado com carne de bode, capote, galinha caipira e pato, e servido com banana ou baião de dois;
  • Galinha à cabidela – também conhecida como galinha caipira, é cozida ao molho com um pouco do próprio sangue;
  • Sarapatel – carne, fígado, coração e rim do porco;
  • Panelada – partes do intestino do boi misturada com verduras;
  • Buchada – intestino do bode.

Doces e frutas piauiense:

  • Doce da casca de limão azedo;
  • Compota de goiaba;
  • Caju;
  • Mangaba
  • Bacuri;
  • Buriti;
  • Manga;
  • Abacaxi;
  • Banana.

Os melhores restaurantes de Teresina:

Vida Noturna em Teresina:

Bem agitada e cheia de opções, a vida noturna de Teresina conta com diversos bares, baladas e pubs. Trouxemos algumas opções para você:

Onde se hospedar em Teresina:

Melhor época para ir a Teresina:

O clima no estado é tropical-quente, portanto o calor é constante durante o ano todo. Nos meses de dezembro a maio acontece a temporada de chuvas, e de junho a novembro a época mais quente, podendo chegar aos 40ºC. Portanto, a melhor época para visitar Teresina, é entre maio e agosto, já que os meses são menos chuvosos e as temperaturas um pouco mais baixas e agradáveis.

Como chegar:

A melhor opção para chegar em Teresina é de avião, através do Aeroporto Senador Petrônio, que recebe voos das principais capitais do Brasil, todos os dias. Porém, é possível chegar de ônibus, através das empresas Itapemirim, Guanabara e Transbrasiliana ou também de carro.

Tem mais dicas de Teresina? Compartilhe com a gente!

 

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados