Pin TPO Planeje sua viagem a Tiradentes com as nossas dicas

16 maio, 2019
Autor: Redação

Quer viajar para um destino que une cultura, tranquilidade, beleza, arquitetura, paisagens naturais, ruas charmosas e uma culinária única? Tiradentes é esse lugar! Hoje vamos falar sobre essa cidade incrível de Minas Gerais e dar dicas únicas para você se planejar.

Veja só!

Localizada no estado de Minas Gerais, a pequena cidade de Tiradentes, que conta com aproximadamente 7 mil habitantes, é grandiosa em história, arte, arquitetura e turismo. E por isso, hoje vamos começar o nosso post contando sobre como ela surgiu.

A cidade que começou a ser construída no início do século XVIII, e era chamada de Vila de São José, foi cenário importante da Inconfidência Mineira no século XIX, planejada pelos republicanos, sendo um deles, Tiradentes, considerado um herói. Em 06 de dezembro do ano de 1889, com a Proclamação da República, a cidade, em homenagem ao mártir, passou a se chamar Cidade e Município de Tiradentes. O destino tornou-se patrimônio histórico, pelo Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 20 de abril de 1938.

Mas quem foi Tiradentes? Vamos relembrar as nossas aulas de história?

Joaquim José da Silva Xavier, nascido em São João del Rei, em 1746, foi um dos personagens principais da Inconfidência Mineira, ou Conjuração Mineira, como os historiadores preferem chamar, já que o ato de 1789 foi para conquistar a independência, e não uma traição ou deslealdade, – o que a palavra inconfidência quer dizer -. Tiradentes foi um dentista, tropeiro, minerador, comerciante, militar e ativista político, que junto aos outros “inconfidentes” se rebelaram contra o Império Português e o governo de Visconde de Barbacena, devido a exploração das terras e impostos excessivos cobrados da população.

O conchavo começou a ser confabulado em 1788, para ser realizado no ano seguinte, tendo Tiradentes como um dos líderes. Foi então, que o mártir planejou executar Visconde de Barbacena, o que não deu certo, devido a confissão do confidente José Silvério dos Reis, levando todos os outros envolvidos à prisão. Os presos, foram pressionados a confessarem, e por medo das punições ameaçadas, não o fizeram, a não ser Tiradentes, o que levou a receber a pena de morte, que aconteceu em 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro, onde foi enforcado, decapitado e esquartejado. E para garantir respeito e até medo na população que se voltava contra o governo, sua cabeça foi cravada em uma estaca e exposta em praça pública em Vila Rica, e o resto dos pedaços do seu corpo, ao longo do caminho até o Rio de Janeiro.

O revolucionário virou um ícone da Independência do Brasil, tendo sua história preservada até hoje, nas ruas e construções da cidade de Tiradentes. A cidade é puro charme, cheio de ladeiras, casinhas coloridas, igrejas, casarões coloniais, restaurantes com a deliciosa comida mineira.

E aqui vai uma dica boa: em Tiradentes, deixe de lado os roteiros prontos, mapas e horas marcadas, faça tudo no seu tempo, desbravando cada canto especial da cidade.

Mas calma, vamos te ajudar nessa missão também:

O que fazer em Tiradentes:

Além dos passeios pela cidade, há diversos lugares com o contato direto com a natureza nos arredores, perfeito para os amantes de ecoturismo, porém esse assunto vamos deixar para outro dia, hoje focaremos nos pontos turísticos mais históricos de Tiradentes, certo?

Largo das Forras: Essa é a principal praça da cidade, é lá que estão diversas lojas de artesanato, bares e restaurantes. É um ótimo lugar também para descansar e apreciar a tranquilidade da cidade.

Largo do Sol: Localizado no Centro Histórico de Tiradentes, o lugar é tranquilo e todo arborizado, ótimo também para observar o movimento da cidade. É lá que está a estátua de Tiradentes e o Museu Padre Toledo – a antiga casa do inconfidente padre Carlos Correia de Toledo e Melo, com 16 cômodos, sendo considerada a casa mais sofisticada da época.

Centro Histórico: Caminhe pelas ruazinhas de pedra do centro histórico e explore as construções antigas, que contam muitas histórias. É possível fazer esse passeio tanto de dia e principalmente a noite, quando as casinhas ficam todas iluminadas. Um charme!

Igreja Matriz de Santo Antônio: Essa igreja é a mais importante da cidade, que foi concluída no ano de 1737, com sua fachada reformada por Aleijadinho, – um dos escultores e arquitetos mais importantes do Brasil -, sendo o seu último trabalho. A construção virou um símbolo de arte e arquitetura barroca e rococó, e com mais de 480 kg de ouro em seu interior, é a igreja mais rica na matéria prima, de Mina Gerais e a segunda do Brasil.

Chafariz de São José: Esse chafariz é eleito um dos mais bonitos do estado. Construído em 1749, sendo a principal fonte de abastecimento da cidade e com uma arquitetura barroca, virou um símbolo de Tiradentes.

Museu Sant’Ana: Construído em 2014 onde ficava a antiga cadeia da cidade, esse museu é todo baseado em Santa Ana, a santa protetora dos lares e famílias. Por lá podemos observar as 290 imagens, que foram feitas em diversas técnicas e estilos, das demais regiões do país.

Maria Fumaça: O passeio de maria fumaça é imperdível. Ele dura por volta de 50 minutos, passando em 12 km de trilhos pelas montanhas e construções do século XIX, ligando Tiradentes e a cidade São João Del Rei. Como a atividade histórica só está disponível em finais de semana e alguns feriados, ela pode ser muito concorrida, por isso a nossa dica é comprar o ingresso antecipado pela internet, entrando aqui.

Museu da Liturgia: Um casarão antigo, que já serviu como uma casa paroquial, é o único museu de liturgia – o conjunto dos elementos e práticas do culto religioso – da América Latina. Além das exposições passageiras, há um acervo com 420 peças do século XVIII ao XX e um diversas caixas de som reproduzindo textos da bíblia.

Construções arquitetônicas do Século XVIII em Tiradentes:

  • Igreja Matriz de Santo Antonio;
  • Sobrado do Aimorés Futebol Clube;
  • Prédio da Prefeitura;
  • A casa nº 114 da Rua Padre Toledo;
  • A casa do Largo do Ó nº 1, na Rua direita;
  • Câmara Municipal de Tiradentes;
  • Antiga Cadeia Pública;
  • Casa da Cultura;
  • Monumento a Tiradentes;
  • A Capela de Nossa Senhora das Mercês;
  • Capela de Nossa Senhora do Rosário;
  • Casa do Padre Toledo;
  • Santuário da Santíssima Trindade.

Melhores hospedagens de Tiradentes:

Onde comer em Tiradentes:

Melhor época para ir a Tiradentes:

Geralmente, a cidade fica lotada nos finais de semanas e feriados, em todos os meses. Porém, a época das chuvas, que acontece entre outubro a março, é melhor evitar por causa dos passeios a céu aberto. Mas vale lembrar, que há alguns eventos super bacanas que rolam por Tiradentes, como a Mostra de Cinema em janeiro, Tiradentes em Cena em maio, Bikefest e Tiradentes Vinha e Jazz em junho e o Festival de Cultura e Gastronomia em agosto.

Como chegar:

O aeroporto mais próximo de Tiradentes é o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte – Confins, que está a 230 km de distância, e então pegue a BR-040, depois Congonhas, em seguida a BR-383 até chegar em São João Del Rei e para finalizar a BR-265 até Tiradentes. De ônibus é preciso ir até São João del Rei primeiro, e de lá pegar um outro para o destino final, através da viação Presidente, que conta com vários horários por dia.

Já para quem sai de São Paulo, a estrada é pela Fernão Dias até a saída de Lavras, e então pegar a BR-265 até Tiradentes. É possível ir de ônibus também, através da Viação Útilque até São João Del Rei.

Vale lembrar que para explorar Tiradentes, não é necessário ter carro, já que é feito tudo a pé e a cidade conta com diversos táxis, então ir até o destino de ônibus pode ser uma opção boa para quem não quer pegar estradas longas.

E aí, malas prontas? Nós estamos encantadas pela cidade!

Tags: ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados