Pin TPO Olinda: restaurantes, hotéis, quando ir e como chegar!

17 outubro, 2019
Autor: Redação

E vamos de mais de dicas de Olinda? Como prometido, voltamos com mais informações indispensáveis para você montar o seu roteiro e fazer mais uma viagem única pelo nordeste Brasileiro, que tem tanto a nos oferecer.

Fique com a gente e confira os melhores restaurantes, vida noturna, melhor época para ir, como chegar e sugestões de hospedagens de Olinda!

Antes de começarmos com as dicas, vale lembrar que se você ainda não viu a primeira parte do post, clique aqui e confira as principais atrações turísticas e as melhores praias de Olinda. 

Vamos lá?

Onde comer em Olinda:

Nada melhor que provar os pratos típicos da região, conhecida por sua gastronomia, Olinda possui uma variedade incrível de spots para almoçar e jantar. Separamos uma lista de restaurantes, onde você encontra os melhores vatapás, tapiocas, bolos de rolo, frutos do mar e sarapatel da região.

Restaurante Patuá Delícias do Mar – Fica em um prédio histórico no bairro da Ribeira e serve comida regional e tradicional pernambucana. Com uma decoração que homenageia a cultura local e os artistas pernambucanos, o chef Alcindo Queiroz não exita em misturar os temperos e ingredientes de Pernambuco em seus pratos. Se destacam a Moqueca, a Caldeirada de frutos do mar e a peixada pernambucana da casa. E de sobremesa, cocada mole em leite condensado, sorvete de tapioca e banana caramelizada ou clássica cartola, que tem banana, queijo (coalho ou manteiga), açúcar e canela.

Casa de Noca – Conhecida por oferecer a melhor macaxeira do mundo, nome usado pelos pernambucanos para a mandioca, a casa oferece um único prato, a Macaxeira da Noca, que é cozida até ficar bem molinha, acompanhada de uma carne de sol bem temperada e de um queijo coalho assado, que tem uma casquina crocante e deliciosa. O restaurante também oferece uma única sobremesa, o queijo coalho com mel de engenho. A Casa de Noca fica na Cidade Alta de Olinda e é uma boa pedida se você quer bom atendimento e preço justo.

Beijupirá Também na Cidade Alta, o restaurante opta por uma decoração clean, deixando todo o glamour para a vista privilegiada que oferece. O restaurante tem filiais em Porto de Galinhas, Muro do Alto, Carneiros, Paiva e Praia do Laje, mas o diferencial aqui, é que os visitantes chegam ao local através de um bondinho. Os pratos que se destacam são: o filé de pescada com canela, lagosta, vôngoles e polvo, o camarão com molho de gorgonzola, o peixe com castanhas e a moqueca mista. De sobremesa, a pedida é “Deus, o diabo e uma freira no meio” – doce de leite caseiro, creme de limão e bricellete (biscoitos das freiras) no meio.

Olinda Art & Grill – o próprio nome já diz tudo, um ambiente descolado e um cardápio variado com braseiro de carnes e peixes e localizado no bairro do Carmo, em frente ao elevador que leva ao Mirante de Olinda, o restaurante conta com um piso panorâmico, música ao vivo e uma bela vista para o Centro Antigo. Aqui encontramos opções mais econômicas, mas saborosas e de qualidade.

Maison do Bonfim – localizado em uma das ladeira mais charmosas de Olinda, na Rua do Bonfim, a casa oferece uma variedade de pratos regionais, com destaque para o camarão grelhado ao coco e os doces típicos. A decoração do local é sazonal e por isso está em constante mudança. O lugar além de abrigar o restaurante comandado pelo chef Jeff Colas, que mistura a gastronomia francesa com a nordestina, é também uma galeria de arte.

Restaurante Beijupirá

Vida Noturna em Olinda:

Mesmo muitos pensando que Olinda só oferece uma vida noturna com frevos e forró, fique sabendo que a cidade é bem eclética com diversas opções de locais com músicas ao vivo. Por aqui outras seleções de restaurantes e alguns bares para aproveitar:

  • Oficina do Sabor;
  • Bar Central;
  • Entre Amigos Praia;
  • Creperia;
  • Cervejaria Aphaiate;
  • Restaurante Marisqueria;
  • Entre Amigos O Bode Espinheiro;
  • Casa de Tonho;
  • Zen Comida Japonesa;
  • Manny Deck Bar;
  • Sana Beer;
  • Pier House Club;
  • Porto Music;
  • Muniz 82.

Se estiver com dúvida, vá até alguma das ruas boêmias de Olinda para curtir o agito:

  • Rua do Amparo;
  • Rua do Bonfim;
  • Rua de São Bento;
  • Rua Bispo Coutinho;
  • Avenida Beira Mar.

Melhor época para visitar Olinda:

Sabemos que o carnaval é uma época muito procurada por turistas de todo o Brasil e também do mundo, já que as charmosas ruas e ladeiras de Olinda são dominadas por bonecos gigantes e foliões, que dançam ao som do frevo, do maracatu e de outros ritmos regionais. Se você procura tranquilidade, e tem flexibilidade para viajar fora da época de alta temporada (final de dezembro, janeiro, Carnaval e julho), os melhores meses seriam março, abril, setembro e novembro, quando as passagens e hotéis estão mais baratos, e não há tanto risco de chuvas.

Onde se hospedar em Olinda:

Se o seu objetivo é ficar em Olinda mesmo, o mais aconselhável é ficar próximo ao centro, no sítio histórico ou pelos arredores da Avenida Beira Mar, pois você estará perto dos principais pontos turísticos, em um local mais bonito e terá fácil acesso a outros locais da cidade. Confira as nossas sugestões:

Hotel Mar Aberto Olinda

Airbnb:

Porém, muitas pessoas que fazem essa viagem, optam por ficar em Recife, devido à proximidade e do fácil acesso à cidade.

Aqui vão algumas opções ideais de bairros em Recife para se hospedar:

  • Boa Viagem;
  • Ilha do Leite;
  • Casa Amarela;

Como chegar em Olinda:


Seguros Promo

Avião: o Aeroporto Internacional do Recife-Guararapes / Gilberto Freyre é o mais próximo, menos de 10 km ao norte de Recife.

Carro: acesso pela Avenida Agamenon Magalhães, conhecida também como Beira-Mar de Olinda. Muitos passeios podem ser feitos a pé, mas se você optar por alugar um carro para conhecer lugares um pouco mais afastados do centro, procure empresas de confiança e compare os preços no RentCars. Está com o link?

#DicaTPO: as ruas do centro são estreitas, íngremes, além de ser difícil e caro para estacionar, mesmo na rua. Então, a melhor opção é deixar o carro na parte baixa da cidade e subir de táxi ou Uber. Para descer as ladeiras na volta, todo santo ajuda!

Ônibus: Se você se hospedar fora de Olinda, há linhas de ônibus que te levam até a cidade. Para quem está em Boa Viagem, em Recife, a linha 910 vai de Barra de Jangada até Barra do Rio Doce. O ponto mais próximo do Centro Histórico é a Praça do Varadouro. Também é possível ir de Uber com uma viagem que dura cerca de 30 minutos. Olinda também conta com um terminal rodoviário que oferece trajetos para diferentes localidades.

Passeios com agências: Há empresas que fazem tours com transporte e guia pela cidade, saindo de Recife e passa pelos principais pontos turísticos. Se você tem pouco tempo e quer conhecer as principais atrações, essa pode ser uma boa opção. A TourOn é uma das empresa que realiza esse tipo de serviço.

Compras pela cidade:

Se você é daqueles que gosta de levar uma recordação dos lugares que conhece, Olinda oferece aos seus turistas muitas opções de artesanato local, como: camas de rede, peças de cerâmica, livros de Literatura de Cordel e até o famoso Bolo de Rolo. Aqui vão alguns lugares para comprar as suas lembrancinhas:

  • Mercado de Artesanato do Alto da Sé;
  • Mercado da Ribeira;
  • Barraquinhas ao lado da Sé, junto à Ladeira da Misericórdia;
  • Feira da Boa Viagem.

Não é clichê dizer que Olinda, é realmente LINDA.

Boa viagem!

Tags: ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados