O que fazer, quando ir e como chegar em Coron, Palawan nas Filipinas

4 outubro, 2018
Autor: Redação

Com certeza, a República das Filipinas, ou também conhecida como apenas Filipinas, está em um dos seus destinos preferidos para visitar. O local é muito conhecido por sua simplicidade, uma cultura riquíssimas e praias paradisíacas únicas. Por isso, hoje viemos falar sobre Coron, uma das ilhas mais conhecidas do país.

Vem com a gente!

Antes de mais nada, achamos importante falar sobre as Filipinas, que é composta por 7 mil ilhas, faz fronteira com a Malásia, Indonésia e Taiwan, e está localizada no Sudeste Asiático, possuindo mais de 100 milhões de habitantes, sendo assim o 12º país mais populoso do mundo.

Como o destino é muito procurado por turistas do mundo inteiro, viemos falar sobre um dos principais locais do país, Coron, – não a maior cidade da ilha de Busuanga, mas sim a ilha, localizada na província de Palawan – a maior de todo o conjunto e considerada uma das ilhas mais bonitas do mundo -, que conta com areias finas e brancas, águas do mar cristalinas, lagoas de águas doces que se misturam com águas salgadas do mar, corais coloridos e até alguns navios naufragados durante a Segunda Guerra Mundial, e que por esses motivos, virou o verdadeiro paraíso para mergulhadores e amantes da vida marítima. Sem contar que o Coron, abriga a Área Natural Biótica de Coron Island, que entrou pra lista provisória do Patrimônio Mundial da Unesco.

Dá para imaginar o quanto esse destino é especial, não é?! Então vamos mais afundo nas dicas desse paraíso.

Melhores atrações de Coron:

Lago Kayangan: Uma das atrações mais procuradas de Coron, o Kayangan Lake é um dos lagos mais claros da Ásia. Além de podermos desfrutar de diversas atividades pelas suas águas, como o passeio de jangada de bambu por exemplo, por lá há também um mirante para admirar toda a beleza natural que está em sua volta. Como o local é um espetáculo a parte, a dica é visitá-lo bem cedo, para evitar multidões. Ah, e não esqueça sua máquina fotográfica, pois o lago também é considerado um dos lugares mais fotografáveis de toda Filipinas.

Área do naufrágio: Como falamos, o destino também oferece uma área de navios naufragados. Localizados a oeste de Coron, na ilha de Basuanga – um point conhecido por mergulhadores -, no fundo do mar é possível encontrar pelo menos 12 naufrágios ainda conservados, da Segunda Guerra Mundial, já que em 1944 inúmeros navios japoneses foram atacados nessa região. Há muitas opções de empresas que oferecem esse passeio, onde é possível nadar pelos destroços e até no interior de alguns navios. Sem contar nos recifes coloridos que também podemos desfrutar nessa região. É com certeza uma experiência única.

Siete Pecados: Esse é mais um lugar especial para mergulhar. Por lá podemos observar centenas de cardumes de peixes tropicais, corais e recifes brilhantes. A nossa dica é contratar um serviço de barco particular para levar você até o local, e fazer esse passeio logo pela manhã, para evitar o calor em excesso e a multidão.

Monte Tapyas: Para ter uma vista panorâmica de todo esse paraíso, recomendamos que você suba até o topo do Monte Tapyas. Já avisamos que é preciso muito fôlego, mas a paisagem vale qualquer esforço. São 718 degraus para subir até o cume que conta com 210 metros acima do nível do mar, para observar Coron Bay e diversas outras ilhas dos arredores. O seu pico é marcado por um crucifixo branco e seu caminho é bem pavimentado. Sugerimos ir no final da tarde, tanto pelo fato de o calor estar mais ameno, quanto para a observação do por do sol, que é algo inexplicável.

Praia de Malcapuya: Com poucos hotéis e infraestruturas, essa é uma das praias mais bonitas da região. Com águas do mar cristalinas nas cores verdes, azuis e areias brancas, o lugar faz qualquer turista se sentir em um sonho. Para chegar até lá, é preciso também contratar um serviço de barco, que pode ser reservado em Coron Town.

Outros passeios imperdíveis de Coron Island

  • Aproveitar as belezas naturais da tranquila Banol Beach;
  • No fim do dia, relaxe nas termas de Maquinit;
  • Conhecer as ilhas nos arredores, como a Ilha das Bananas e a Ilha Bulog;
  • Mergulhar entre as montanhas Subaquáticas no Lago Barracuda;
  • Explorar o Kingfisher Park;
  • Mergulhar no Coral Garden;
  • Nadar nas lagoas gêmeas;
  • Mergulhar no recife de Esqueleto – lar de um navio de pesca chinês;
  • Aproveite todos esses locais de mergulhos para tirar o certificado de mergulho avançado;
  • Conhecer a Lagoa Oculta, que é acessada através de um pequeno buraco nas rochas;
  • Observar as vacas-marinhas, conhecidas também como dugongos, em seu habitat natural, na costa de Busuanga;
  • Fazer um tour histórico em Culion.

Vida Noturna de Coron:

Esse não é um destino que você vai encontrar uma vida noturna muito agitada, porém para quem quer aproveitar um pouquinho da noite filipina, há algumas opções de bares. Lembrando que a bebida alcoólica é bem barata no país.

Hospedagens em Coron Island:

Como chegar?

É muito provável, que Manila – a capital das Filipinas – seja o começo da sua viagem, onde recebe diversos voos vindos do Brasil. E então, a maneira mais rápida e fácil de chegar até Coron Island, é de avião, com um vôo de apenas 1 hora, pelas companhias aéreas Cebu Pacific ou Philippines Airlines, até o pequeno aeroporto da ilha. Uma dica é evitar os vôos no fim da tarde, já que não há luzes na pista, e o voos não podem aterrizar sem iluminação.

Quando ir a Coron?

O clima nessa região é maravilhoso o ano todo, principalmente no quesito calor, já que as temperaturas variam entre os 25°C e 30°C, porém o que devemos ficar de olho são nas chuvas, tendo como os meses mais chuvosos, entre junho a outubro. Porém, deve-se levar em conta também, que nas Filipinas, há muitos casos de tufões e furacões, tendo como prevenção a época de alerta vermelho, que vai de junho a novembro, portanto deve ser evitada. Ou seja, a melhor época para visitar Coron, é na época de mais seca, que acontece entre dezembro a maio.

É preciso saber…

  • Os idiomas da região são o inglês e o filipino (tagalo);
  • A moeda é o peso filipino;
  • O fuso horário é +11h em relação ao horário de Brasília;
  • Turistas não precisam apresentar visto para entrar no país, porém podem ficar até 30 dias seguidos.
  • A apresentação do certificado internacional da vacina da febre amarela é imprescindível para entrar no país.
  • Como há diversos passeios para mergulho, nossa sugestão é contratar empresas especializadas para fazê-los. A Corto Divers é a mais recomendada, com estrutura de primeira e equipe experiente.
  • Não deixe de atualizar ou tomar a vacina antitetânica, já que existem diversos passeios e mergulhos com o contato de metais enferrujados, como por exemplo o dos navios naufragados.
  • Para fazer os melhores passeios de Coron, 3 ou 4 dias são o suficiente.
  • É muito raro ter energia durante 24 horas pelas ilhas, portanto vá preparado para a ausência da mesma, por diversas horas da sua viagem.
  • Para evitar a doença de descompressão, que pode acontecer devido a pressão, não viaje de avião em um período de pelo menos 12 horas depois de praticar o mergulho.

Estamos indo fazer as malas agora, e você?

 

 

 

 

 

 

 

Tags: ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados