Pin TPO Conheça as belezas de Ayacucho no Peru

24 setembro, 2018
Autor: Redação

O Peru vai muito além de Machu Pichu e Lima, que diga-se de passagem são dois destinos inesquecíveis e indispensáveis de se visitar. Porém, o país oferece uma preciosidade muito grande, que é sua a cultura ainda muito cultivada, e que podemos desfrutá-las em diferentes lugares. Um ótimo exemplo disso, principalmente para quem é louco por arte, arquitetura e história, é Ayacucho.

Para conhecer mais afundo esse lugar e quem sabe colocá-lo em sua lista de próximas viagens, é só entrar aqui e se apaixonar ainda mais pelo Peru.

Localizado no distrito de Ayacucho, na província de Huamanga, na Serra Central do Peru, ao sul do país, a cidade que é dividida por 2 cordilheiras, que a separem em 3 unidades geográficas: a de altas planícies ao sul, a de abrupta serrania ao centro e a selva tropical ao nordeste, possui a um pouco mais de 150 mil habitantes em sua região metropolitana.

Conhecida também como a “Capital da Arte Popular e do Artesanato do Peru” e como a “Cidade das Igrejas“, Ayacucho infelizmente não é muito procurada por brasileiros, por estar um pouco fora de mão de Cusco, para quem vai visitar o Machu Pichu e também pela precariedade de suas estradas. Porém viemos aqui mostrar que vale muito a pena planejar uma visita para esse destino tão rico, que mistura o melhor da arquitetura, história e cultura peruana, além do contato com a natureza exuberante que o país oferece.

Conhecendo um pouco da arte peruana:

Como falamos, Ayacucho é muito conhecida pelos seus ricos artesanatos, por isso, nada mais justo do que separar uma parte especial do nosso post para falar sobre eles.

Com o intuito de dar continuidade ao legado pré-hispânico, foram criadas as tão conhecias mesas de Sarhua, peças em madeiras que são feitas de telas, onde mestres artesãos contam um pouco da história em forma de desenhos.

Outro objeto muito visto e procurado nessa região, são os retábulos de Ayacucho, que nada mais são que caixas em formatos de “janelas” que se abrem, e em seu interior são pintadas cenas da vida andina em diferentes épocas. Eles são bem parecidos com os oratórios.

Também podemos apreciar bastante das cerâmicas, tecidos em tear, artesanatos produzidos em prata, estanho e filigrana, bordados à mão e esculturas feitas com pedra de Huamanga.

Atrações turísticas de Ayacucho:

Plaza de Armas: Um patrimônio arquitetônico muito importante da região localizado bem no centro da cidade, a Praça Colonial construída no estilo barroco-renascentista em 1612, foi o local onde os defensores da cidade se reuniam em caso de emergência, e hoje abriga diversos casarões coloniais que atualmente servem como museus, igrejas enormes, mercado popular, monumentos históricos, prédios com características barrocas nos arredores, além de ser o local onde acontecem os famosos eventos da Semana Santa, atraindo um grande público. Sem contar que a Plaza de Armas é a maior praça do Peru, e a única do país com portais em colunas e arcos de pedra em seus quatro lados.

Igrejas: Ayacucho é uma cidade predominantemente católica, portanto igrejas, templos e conventos é o que não faltam para visitar. Para sermos mais específicas, são 33 igrejas, construídas em diferentes épocas e estilos para admirar. As mais antigas delas são a de San Francisco e de San Cristóbal, mas a Santo Domingo, Compañia de Jesus, La Merced e a Catedral são outras opções que merecem uma visita.

Bairro Santa Ana: É nesse lugar que você encontra o maior número de artesanatos de Ayachuco. Isso por que, Santa Ana é o bairro dos artesãos, localizado na encosta da montanha, que abriga centenas de lojas, butiques, feiras e galerias, com os mais variados produtos feios à mão, que vão desde as famosas esculturas de pedras, até tapeçarias de lã de alpaca e vicunha.

Atividades ao ar livre nos arredores de Ayacucho:

Como esses passeios são mais distantes, é possível alugar um carro ou pedir um táxi para explorá-los. Porém a nossa sugestão é contratar um guia (há diversas opções de agências por Ayacucho), pois além de o preço cobrado ser menor, já que é montado um grupo para acompanhar, uma pessoa especialista e que conheça o local é sempre bem-vindo para evitar qualquer tipo de imprevisto, além de explicar melhor sobre cada passeio.

  • Reserva Nacional  Pampa Galeras Bárbara D’Achille – Província de Lucanas;
  • Bosque de piedras – Huaraca;
  • La Esmeralda de los Andes – Huanta;
  • Floresta de Puyas de Raimondi  – Titankayocc;
  • Cachoeiras em Pumapaqcha, Batán e Qorimaqma;
  • Complexo arqueológico – Vilcashuamán;
  • Complexo Arqueológico – Wari;
  • Caverna de Pikimachay – Luricocha;
  • Santuario Histórico – Pampa de Ayacucho.
  • Piscinas naturais – Millpu; – Esse passeio, que está aproximadamente umas 3 horas de carro da cidade de Ayacucho, para nós, é um dos mais essenciais, já que o local é digno de um cartão-postal. São 20 piscinas naturais, com águas de cor turquesa entre cânions com aproximadamente 3.500 metros de altura e uma vegetação verde e densa. É espetacular, e o melhor de tudo, é permitido explorar o local e nadar nas piscinas.

Onde comer em Ayachucho:

Muito se sabe que a gastronomia peruana é exuberante e muito variada. Trouxemos aqui alguns dos pratos típicos da região, e os melhores restaurantes da cidade para você não deixar de saborear essa culinária maravilhosa.

  • Puchero: Feito com frutas, grão de bico, mandioca, batata doce, repolho. Curiosamente, esse prato é preparado com mais frequência nos carnavais;
  • O Pushla: É uma sopa de cevada torrada e moída com ervas, batatas, ovos, ervilhas e leite;
  • Teqte: Ensopado feito com feijão, pimentão, alho, queijo fresco, algas, ervilhas, leite e ovos;
  • Caldo Mondongo: Uma sopa com carne ou miúdos, coentro e milho branco;
  • Hapchi: Uma salada preparada com queijo fresco, batatas fritas, azeite, cebola picada e pimentão amarelo.
  • Adobo Ayacuchano: Ensopado de carne de porco, batatas, cebolas marinadas com pimenta e especiarias.

Restaurantes:

Eventos importantes em Ayacucho:

A cidade conta com um grande calendário de eventos, com muitas festas que trazem os costumes milenares e o folclore do Peru. Nesses festivais podemos desfrutar de danças nativas, fantasias coloridas, músicas e claro, muitos pratos típicos. Além de influências religiosas, esses eventos também trazem características dos camponeses de Ayacucho e tradições trazidas pelas espanhóis. Os eventos mais conhecidos da região são:

  • Festa dos Comadres y Compadres – Celebrada em todas as paróquias, os participantes ficam amarrados com cordas, que contêm frutas, biscoitos, doces e objetos decorativos além de danças nas ruas. As festas acontecem no mês de fevereiro;
  • Carnaval – Muito comemorado, com danças folclóricas, muitas cores e trajes típicos. Nessa época, eles também comemoram a fertilidade da vida camponesa;
  • Semana Santa – Esse é um dos eventos mais conhecidos do Peru. Em homenagem à morte de Cristo, todas as pessoas que vivem em Ayacucho participam do festival, com procissões, rezas, cantos e rituais. A cidade conta com milhares de turistas do mundo todo para apreciar de perto essa linda festa.
  • Festa de Todos os Santos – Logo pela manhã, a maioria dos habitantes da cidade se reúne em frente à Catedral para participar da missa de Todos os Santos. Nesse dia também muitas pessoas costumam ir a cemitérios, simulam também o batismo em bonecos, além de preparem os tradicionais “huahuas”, biscoitos feitos de claras de ovos e manjar branco. Esse feriado acontece em novembro.

Onde ficar:

Quando ir?

As melhores épocas para visitar Ayacucho são no outono e primavera, ou para sermos mais exatas, nos meses de abril, maio, setembro e outubro, quando as temperaturas estão mais amenas, já que no Peru, localidades do Altiplano costumam ter invernos rigorosos e verões quentes.

Como chegar?

Não há voos diretos do Brasil a Ayacucho, porém há diversos voos domésticos saindo de Cusco ou de Lima. Há também a opção de ônibus de diversas cidades do Peru, apenas Cusco que não é muito recomendado, devido às condições ruins das estradas.

Dê uma olhada também em nossos posts sobre o Skylodge Adventure Suite, um hotel suspenso nas montanhas, que fica próximo a Cuzco, e as dicas de Lima por Melissa Tramonte.

Até a próxima…

 

 

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados