Pin TPO Cayos Cochinos, um verdadeiro paraíso em Honduras!

10 junho, 2019
Autor: Redação

Já deu para perceber que lugares rústicos também chamam muito a nossa atenção, não é?! Principalmente aqueles destinos pouco explorados e próximos à natureza. Se você também é assim, vai amar conhecer Cayos Cochinos, em Honduras.

Entre aqui e se surpreenda com esse destino praticamente intocável!

Formada por duas pequenas ilhas – Cayo Menor e Cayo Grande – e mais 13 pequenas ilhas de corais – que fazem parte do segundo maior sistema de recifes de coral do mundo -, e banhado pelo mar do Caribe, Cayos Cochinos, é o que podemos chamar de verdadeiro paraíso para biólogos marinhos e amantes da vida marítima. Localizada a 30 km de La Ceiba, na costa norte de Honduras, a ilha quase intocada e sem carros, é só alcançada através de barcos, possui uma área total de 2 km quadrados e conta com uma população de 108 habitantes – a tribo Garífuna, um povo descendente de escravos africanos, – mensurado no ano de 2001 – acredita-se que esse número não tenha crescido muito atualmente. E mesmo sendo geograficamente separada das Ilhas da Baía, a ilha pertence ao município de Roatán.

Para ter uma noção de sua rica biodiversidade, Cayos Cochinos foi declarado como Monumento Nacional Marinho, pelo governo federal, no ano de 2003. E como forma de proteção, as ilhas são administradas pela Fundação Hondurenha de Recifes de Coral, e portanto, o mergulho e pesca comerciais são proibidas, além disso é cobrada uma taxa de U$ 13 por pessoa para visitar o local e ainda há outra taxa paga pelo transporte marítimo que vai para o patrulhamento e proteção dos recifes. Não é atoa que o lugar entrou para a lista de os 10 melhores destinos a serem visitados em todo o mundo.

Nem precisamos falar sobre sua fauna, não é mesmo?! Há quem diga que existem espécies nunca vistas em nenhum outro lugar antes. E não é apenas no mar que encontramos criaturas exóticas e diferentes, a fauna terrestre dessa região também é muito rica, como por exemplo uma “variante” da jibóia, única no mundo habitada por lá, que possui uma cor rosada, a pink boa. Por lá também podemos observar o jamo de olhos laranjas – também conhecido como iguana-de-cauda-preta, o réptil Anolis Allisoni – um lagarto verde-azulado, além de diversa espécies de pássaros, sendo o pombo-de-cabeça-branca um dos mais interessantes. Há também uma grande variedade de aves, como o beija-flor esmeralda, e aves aquáticas que vivem nos mangues.

O que fazer em Cayos Cochinos?

  • Conhecer Cayo Menor – Onde está a estação de pesquisa científica, e a apresentação de orientação da ilha, como por exemplo regras de o que pode ou não fazer para garantir a proteção do local.
  • Explorar Cayos Cochinos de barco;
  • Mergulhar no Recife Mesoamericano;
  • Relaxar na praia paradisíaca;
  • Saborear pratos típicos de pescadores;
  • Conhecer mais a cultura Garífuna, em Chachahuate;
  • Fazer caminhada pelas florestas;
  • Nadar, mergulhar e explorar Chachahuate;
  • Admirar um dos pores do sol mais bonitos que existe.

Passeios nos arredores:

  • Observação de Aves no Parque Nacional Pico Bonito;
  • Conhecer a praia de West Bay;
  • Mergulhar em Roatan;
  • Fazer um rafting em Cangrejal;
  • Mergulhar em Mandy’s Eel Garden;
  • Fazer um tour por La Ceiba;
  • Ir a Bando Beach em Utila.

Atividades:

  • Mergulho;
  • Caiaque;
  • Trilhas;
  • Caminhadas;
  • Snorkeling.

Vida Noturna:

Como o local é rústico e muito simples, não há vida noturna muito ativa, porém há alguns restaurantes nas redondezas para desfrutar:

Onde ficar?

Não há também muitas opções de hospedagens em Cayos Cochinos. Para sermos mais exatas, existe apenas um hotel. Veja só quais são as outras sugestões:

  • Turtle Bay Eco Resort – o único resort da ilha, um lugar perfeito para relaxar, fazer passeios guiados e praticar diversas atividades;
  • Cayo Chachauate – um local com alojamentos;
  • Aluguel de casa –  a opção mais recomendada, porém, não há nenhum tipo de anúncio na internet, portanto se você quiser alugar uma casa, você só conseguirá ao chegar no local. E por isso, a nossa sugestão é chegar no começo do dia.

Quando ir?

A melhor época para ir a Cayos Cochinos é no começo do verão, que em Honduras acontece em dezembro. Isso por que, além de não ser a época dos furacões e tempestades, os dias estão mais quentes e ensolarados, perfeitos para aproveitar o destino.

Como chegar?

Só é possível chegar em Cayos Cochinos através de embarcações, que saem de La Ceiba, Sambo Creek ou de uma aldeia chamada Nueva Armenia, que estão disponíveis por diversas empresas de turismo.

E para se locomover por lá, é através de caminhada ou em barcos. Nada de carros e motos, muito menos ruas asfaltadas.

É preciso saber:

  • Em Honduras é essencial apresentar o comprovante de um seguro saúde que cubra todos os seus possíveis gastos e acidentes. Lembrando que é preciso contratar um seguro ainda mais especial para praticar mergulho, escalada ou rafting por exemplo.
  • Brasileiros não precisam de visto para entrar em Honduras, porém o limite de permanência para cada turista é de 90 dias;
  • A única vacinação exigida para entrar em Honduras é a da febre amarela;
  • Não se deve beber água da torneira no país todo;
  • Os Garífunas costumam produzir o seus próprios materiais, portanto para levar uma lembrança especial do destino, nada melhor do que adquirir alguns desses produtos feitos à mão.

Malas prontas?

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados