Pin TPO 4 vinícolas com as melhores arquiteturas do mundo

4 junho, 2019
Autor: Redação

Se tem uma coisa que pra gente é sinônimo de inverno, isso se chama VINHO, rsrs. Não tem nada melhor do que aproveitar as baixas temperaturas na companhia de uma taça de vinho para esquentar, não é?! Então, para entrar nesse clima delicioso, trouxemos uma lista de vinícolas com as melhores arquiteturas do mundo, que valem a pena serem visitadas, para apreciar o produto e por toda experiência envolvida.

Vem com a gente e fique por dentro tudo!

Trinchero Napa Valley

Onde fica: Santa Helena, Califórnia, Estados Unidos.

Experiências: A vinícola está aberta diariamente para degustação, das 10:00 às 17:00, e conta com diversas experiências, como: degustação, tour pelas adegas, tour pelos barris, degustação de vinhos com almoço, torneio de bocha ao lado de um vinhedo e um lounge com a seleção de enólogos acompanhado de queijos e um prato especial, além de uma loja para a compra de produtos.

Sobre a vinícola: A Trinchero Napa Valley é uma vinícola familiar,  há mais de 70 anos. É o resultado de três gerações comprometidas em produzir vinhos da melhor qualidade. Com vistas deslumbrantes da Spring Mountain a oeste e da Howell Mountain a leste, a vinícola fica no coração do Napa Valley, em uma área de 8,9 hectares, e conta com sala de degustação e até um centro de hospitalidade – todos com vista para as videiras Cabernet Sauvignon no Vinhedo Mario, – um dos 5 vinhedos da Trinchero, onde as uvas são cultivadas-.

A vinícola é uma obra de arte a parte, sendo ideal para produzir vinhos de alta qualidade, de produção limitada e cultivados na propriedade. Cada detalhe da sua arquitetura foi pensada para criar vinhos de excepcional calibre, desde o sofisticado equipamento de armazenamento e separação de uvas, até os pequenos tanques de fermentação, que são usados ​​para isolar lotes especialmente promissores. As uvas são escolhidas a dedo, e após sua fermentação, envelhecem em barris de carvalho, de alguns dos mais respeitados tanoeiras da França. O objetivo dessa vinícola é na vinificação de pequenos lotes, com atenção máximo aos detalhes, para produzir vinhos de luxo que incorporam qualidade e dedicação ao artesanato, juntamente com o enólogo Mario Monticelli, orientando pessoalmente cada passo da produção.

Uvas plantadas: Sauvignon Blanc, Sauvignon Musqué, Semillon, Cabernet Sauvignon.

Para ficar por dentro de todas as informações da vinícola, como datas e valores, acesse o site da Trinchero Napa Valley

Château Cheval Blanc

Onde fica: Bordeaux, França.

Experiências: Tour pela vinícola, loja para compra de vinhos, tour com história, degustação, degustação com refeição, aula sobre o armazenamento e envelhecimento dos vinhos.

Sobre a vinícola: Château Cheval Blanc, que em português significa Castelo do Cavalo Branco, é um produtor de vinho em Saint-Émilion na região vinícola de Bordeaux, na França. Em 1832, Château Figeac vendeu 15 hectares para M. Laussac-Fourcaud, incluindo parte da estreita cordilheira de cascalho que atravessa Figeac e vinhedos vizinhos, e chega ao Château Pétrus, logo acima da fronteira em Pomerol. Assim se tornou o Château Cheval Blanc, que em 1862 e 1877 ganhou medalhas em exposições internacionais de Londres e Paris.

O Château permaneceu familiar até o ano de 1998, quando foi vendido a Bernard Arnault, presidente do grupo de bens de luxo LVMH, e ao empresário belga Albert Frère, com Pierre Lurton instalado como gerente da propriedade. Em 2009 A LVMH adquiriu a participação de Arnault. A partir de 2012, seu vinho é um dos quatro únicos a receber o mais alto status de Premier Grand Cru Classé na classificação do vinho Saint-Émilion, juntamente com Château Angélus, Château Ausone e Château Pavie.

Com o objetivo de melhorar a produção de vinhos no Château Cheval Blanc, os proprietários pediram ao arquiteto Christian de Portzamparc, que projetasse uma nova adega. A vinha possui o formato moldado pelo homem ao longo dos séculos, o arquiteto imaginou uma adega em forma de um mirante projetado para fora do château e se abrindo para a paisagem. Com base nas discussões com o diretor do Château, Pierre Lurton, que tem vasta experiência de vinificação em cubas de concreto, muito apreciada no Cheval Blanc, o arquiteto projetou um tanque curvo como um copo de prova para otimizar a oxigenação.

Uva plantadas: Cabernet Franc, Merlot, Malbec e Cabernet Sauvignon.

Entre no site da Château Cheval Blanc e saiba todas as informações da vinícola.

Waterkloof

Onde fica: Somerset West, África do Sul

Experiências: Restaurante renomado com almoço e jantar, loja para compra de vinhos, variados tipos de degustações, passeios guiados, tour pela fazenda incluindo o passeio bio-dinâmico, viagem de helicóptero e um trekking pela região da fazenda.

Sobre a vinícola: Em 1993, Paul Boutinot começou a busca por um local de vinhedos com o potencial de produzir um vinho verdadeiramente fino. As áreas clássicas, capazes de cultivar uvas naturalmente balanceadas estavam indisponíveis ou inatingíveis (em outras palavras, absurdamente caras). Foram dez anos para limitar a busca em uma pequena área nas encostas ao sul do Schapenberg, com vista para a Baía Falsa (False Bay), no Cabo, e então, nasceu Waterkloof depois de muito trabalho árduo. Seu ponto mais alto é de 300 metros acima do nível do mar e a quatro quilômetros da costa da Baía Falsa.

Atualmente, mais e mais vinhedos estão sendo plantados na área, já conhecida como a mais incrível da região vinícola de Stellenbosch –  a segunda colônia europeia mais antiga na África do Sul -.

As uvas em Waterkloof, começaram a serem plantadas no início dos anos 70, porém a produção de vinho finos começou apenas quando a fazenda foi construída, com alguns dos melhores materiais disponíveis, em meados dos anos 90. Paul Boutinot assumiu a propriedade pouco antes da colheita de 2004, mas a primeira safra engarrafada sob o nome Waterkloof era da safra de 2005. Em 2008 um novo plantio foi implementado, cobrindo a metade da área de um terreno de 100 hectares, já que desde o início foi decidido que a outra metade da fazenda deveria ser reservada para preservar a rara e abundante vegetação natural situada na propriedade. Em maio do mesmo ano, Waterkloof foi premiada como Campeã do Mundo. Wildlife Biodiversity & Wine Initiative da Wildlife Fund, por seus esforços empreendedores nesse sentido.

Seguindo os mesmos esforços, e como resultado da experiência de Paul, visitando vinhedos e degustação de uma série de produtores de vinho biodinâmicos em todo o mundo, foi decidido em 2008 iniciar a conversão de Waterkloof em uma fazenda biodinâmica. Finalmente, em 2009, uma adega gravitacional de última geração, uma sala de degustação e um restaurante foram construídos no Schapenberg e a Waterkloof começou a exportar seus vinhos exclusivos em todo o mundo.

Mas o que é uma fazenda biodinâmica: A agricultura biodinâmica é um processo agrícola natural e imperfeito, baseado na “inteligência sensível” de um mundo natural interconectado. Como agricultores biodinâmicos, a Waterkloof trabalha para criar um ecossistema diversificado e equilibrado que gere saúde e fertilidade tanto quanto possível dentro da própria fazenda.

Uva plantadas: Chardonnay, Pinot noir, Franc Cabernet, Cabernet Sauvignon, Merlot, Mourvèdre, Syrah, Viognier, Sauvignon Blanc, Chenin e Mourvedre.

Saiba todas as informações referentes a preços e disponibilidade no site da Waterkloof.

Marchesi Antinori

Onde fica: Maremma, Toscana, Itália.

Experiências: Loja de vinho, produtos agrícolas e especialidades artesanais, tour adaptado, tour adaptado às especificações de cada turista, tour com a história sobre a produção de vinho da Marchesi Antinori, visita guiada, degustação e um restaurante na cobertura da vinícola

Sobre a vinícola: A propriedade de Le Mortelle fica no coração de Maremma, na Toscana, perto da cidade de Castiglione della Pescaia, situada em uma região fascinante, tanto pela beleza natural quanto pelo patrimônio histórico e cultural. Desde 1999, quando a propriedade foi adquirida, a família tem dedicado seus esforços para melhorar os vinhedos e construir a nova vinícola para a produção de vinhos de alta qualidade, em uma propriedade de 270 hectares, do quais 170 são plantados com vinhedos.

A família Antinori faz parte dessas terras há gerações, com um solo de consistência média, arenoso em algumas partes da propriedade, e rico em depósitos rochosos.

A vinícola está no topo de uma encosta com vista para toda a propriedade e foi construída em grande parte no subsolo para minimizar o impacto ambiental. Além disso, os materiais de construção usados para construção, são naturais, para contribuir com a sustentabilidade. Sem contar que as rochas subterrâneas, fornecem o controle completamente natural de temperatura e umidade do local.

Uva plantadas: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Vermentino, Ansonica, Viognier e Carménère

Fique por dentro de todas as informações necessárias para agendar a sua visita, no site da Marchesi Artinori.

Com certeza é um passeio para lembrar a vida inteira, não é?! Tem alguma vinícola para indicar? Deixe aqui nos comentários.

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Faça um comentário deste assunto •

Posts Relacionados