Todas as dicas de Zermatt, na Suíça!

1 agosto, 2018
Autor: Redação

Se você é apaixonado(a) por altura, montanhas, natureza e grandes aventuras, dizemos com toda certeza que Zermatt, na Suíça é o lugar ideal para sua próxima viagem. Muito além de pistas de esquis, um dos pontos turísticos mais visitados do país, tem muito a oferecer, e não apenas o esporte

Quer conhecer? Então acompanhe nossas dicas por aqui!

Zermatt, é uma comuna na Suíça, localizada no Cantão de Valais. São aproximadamente 243 km² de área, com uma população de 5.625 habitantes. E além de ser muito conhecida por funcionar como uma exclusiva estação de ski, na Matterhorn ou também chamada de Monte Cervino – a montanha mais conhecida dos alpes e uma das mais altas da Europa -, a região também é muito bem vista, pela proibição de carros pelas suas ruas, o que traz um clima muito mais acolhedor e tranquilo, além de preservar ainda mais seu patrimônio histórico.

Sem contar que Zermatt oferece 29 picos de 4 mil metros de altura, com paisagens naturais deslumbrantes, geleiras, lagos e florestas. Além de uma aldeia toda estruturada para receber da melhor maneira seus turistas, com diversas lojas, restaurantes e hotéis.

Por aqui separamos todas as dicas desse lugar tão incrível, e tudo o que você não pode perder por lá. Veja só:

O que fazer em Zermatt:

Matterhorn Glacier Paradise: Um dos únicos lugares do mundo que possuí neve 365 dias por ano, esse lugar nada mais é do que um palácio de gelo, com esculturas brilhantes e uma área especial de esqui. Localizado no topo da montanha Matterhorn, com 3.883 metros acima do nível do mar, o seu acesso é feito apenas através do maior teleférico aéreo da Europa, e oferece uma vista única para a gama alpina suíça, italiana e francesa, além do Mar Mediterrâneo.

Ferrovia Gornergrat Bahn: Construída em 1898, a primeira ferrovia elétrica da Suíça, proporciona uma excursão imperdível de um dia inteiro. Em um caminho de 9,3 km até o cume de 3.089 metros de altitude, em uma viagem de 30 minutos, o trem juntamente com dezenas de passageiros, atravessa diversas pontes, passa por geleiras e túneis, entra em florestas idílicas e prados alpinos, além de percorrer desfiladeiros rochosos, lagos e montanhas.

Gorner Gorge: Localizada nas redondezas da aldeia de Blatten, que fica entre Furri e Zermatt, o desfiladeiro, foi formado pelo rio Gornera, há milhares de anos, e hoje é muito visitado por suas formações peculiares e cachoeiras deslumbrantes. O local foi aberto ao público pela primeira vez em 1886, e conta com passarelas de madeira que alcançam enormes falésias, oferecendo uma paisagem indescritível.

Spa no Mont Cervin: Esse é o lugar mais relaxante da cidade. Quando o assunto é montanhismo, diga-se de passagem que um spa é um dos melhores lugares para descansar. O hotel de luxo Mont Cervin, oferece instalações de uma última geração, com variados tratamentos faciais e corporais, massagens, banhos especiais, jacuzzis, e muito mais. Sem contar em toda área externa, com jardins e piscinas para os hospedes se renovarem, depois de um dia longo e cheio de energia.

Zermatt Igloo Village: Já imaginou visitar um iglu de verdade, feito com blocos de gelo? Localizado em Rotenboden, os iglus que estão a 2.700 metros acima do nível do bar, oferece uma experiência inesquecível aos turistas. Neles podemos desfrutar de um bar, terraços para relaxar, admirar uma vista deslumbrante e ainda relaxar nas jacuzzis a céu aberto, que ficam abertas durante a noite também. Vale a pena o passeio!

Bahnhofstrasse: Esse é o nome da rua principal de Zermatt. Por lá há uma grande variedade de lojas, cafés, bares, restaurantes, baladas e locais para vendas e alugueis de equipamentos. Além de ser uma delícia passear por lá, o local também possui uma arquitetura típica e super charmosa.

Matterhorn Museum: Um museu natural de última geração, que apresenta um acervo muito rico, mostrando como é a vida na aldeia de Valais. São objetos, filmes e diversas salas, que apresentam aos mínimos detalhes a vila, aos seus turistas, além de todas as curiosidades da grande montanha Matterhorn.

Apreciar o melhor da culinária suíça: Você não pode ir para Suíça e não saborear o melhor de sua culinária. Entre as melhores delícias, estão: o fondue, raclette, carnes, picles locais, batatas grelhadas e o cordeiro proveniente do vale, por exemplo.

Vida Noturna: A comuna é realmente muito pequena, mas quando o assunto é a vida noturna, Zermatt não deixa a desejar. São mais de 100 restaurantes, 60 bares e dezenas de casas noturnas, para dançar e se divertir muito. Nossas indicações são:

Atividades:

  • Praticar esqui;
  • Fazer Snowboard;
  • Aulas de esportes de inverno;
  • Encarar um grande arvorismo pela floresta;
  • Descer na tirolesa;
  • Fazer Alpinismo;
  • Admirar as paisagens em um passeio de helicóptero;
  • Praticar trekkings;
  • Encarar grandes caminhadas;
  • Fazer escalada;
  • Passear de carruagem;
  • Conhecer a cidade de bicicleta.

Onde ficar em Zermatt:

Como chegar?

Os aeroportos mais próximos de Zermatt é o de Zurique, que está a 248 km, ou o de Genebra, a 244 km de distância. E a partir de então, você deve pegar o trem até o destino final, que dá uma viagem de aproximadamente 3 horas, de ambas as cidades. O melhor de tudo? O trajeto é todo à beira de montanhas, proporcionando uma vista deslumbrante para a natureza, chalés, jardins e pequenas aldeias.

Quando ir?

Os melhores meses para visitar Zermatt são, junho, julho e agosto, que mesmo sendo verão, as temperaturas vão de 4 a 7 ºC, onde é possível pegar a neve e ainda assim aproveitar as caminhadas pelas florestas. O mês que faz mais frio é fevereiro, com uma temperatura entre – 8°C e 1°C.

Estamos apaixonadas!!! E você, já conhece esse lugar incrível? Então conte pra gente suas dicas, nos comentários!

 

 

Tags: , ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados