Serra da Arrábida em Portugal: quando ir, o que fazer e como chegar!

25 julho, 2018
Autor: Redação

Já faz um tempo que Portugal tem sido um destino “must go” de muitos viajantes. O país que oferece atrações para os mais variados tipos de turistas está muito em alta, e os motivos são vários. Por isso, vamos falar sobre um lugar muito especial, a Serra da Arrábida.

Você precisa conhecer e planejar uma viagem dessas. Entre aqui, e confira nossas dicas essenciais!

A Serra da Arrábida está localizada no Parque Natural da Arrábida, no distrito de Setúbal, apenas a 50 km de Lisboa, um lugar imperdível para quem quer aproveitar as belíssimas praias portuguesas, com muita natureza nos arredores e fugir um pouco das agitações das metrópoles e grandes balneários.

A região, onde o maior objetivo é a preservação da natureza, possui uma área de 10.800 hectares protegidos, que abrangem as regiões de Setúbal, Sesimbra e Palmela. Considerada uma reserva biogenética, sua flora é muito importante, abrigando espécies de vegetações como os maquis – típica do mediterrâneo e uma das partes do parque mais importantes, já que a preservação da espécie foi o principal motivo para a região se tornar interesse internacional e ser considerada uma relíquia -. Sem contar nas montanhas, penhascos de calcários, praias douradas e pinheiros gigantes.

Sua fauna também não fica para trás, mesmo sofrendo alterações ao longo do tempo, ela continua ainda muito diversificada, com espécies como lobo, veado, javali, lebre, raposa, gato-bravo, perdiz, águia, boneli e o andorinhão real, por exemplo.

E por ser um lugar tão grandioso e rico, há muito o que conhecer. Veja só:

O que fazer na Serra da Arrábida:

Convento da Arrábida: Em uma área com 25 hectares, esse convento foi construído no século XVI, e foi divido em 2 partes: o Convento Velho que está localizado na parte mais alta da serra, com 4 capelas, o conjunto de guaritas dos mistérios da Paixão e diversas celas escavadas em rochas. E o Convento Novo, que está na meia encosta da Serra, e abrange o Jardim e o Santuário do Bom Jesus.

Castelo de Palmela: Localizado no distrito de Setúbal, na Vila de Palmela, também conhecida como Costa Azul, o castelo foi construído a 240 metros acima do nível do mar, e proporciona uma vista deslumbrante, um exemplo disso é que nos dias limpos e sem nuvens é possível até avistar Lisboa através da torre.

Portinho da Arrábida: Essa é uma das praias mais bonitas de Portugal. Com areias finas e brancas e água do mar cristalina, que estão rodeados pela rica vegetação, esse lugar é perfeito para descansar, aproveitar a família e praticar mergulho, lembrando que a pesca dentro do Parque é terminantemente proibida, devido a preservação da reserva.

Praia da Figueirinha: Devido ao seu fácil acesso e um visual deslumbrante, com uma extensa faixa de areia branca e águas claras, essa é uma das praias mais procuradas pelos turistas. Além de ser uma praia própria para banho, por lá também é ideal praticar o windsurf.

Castelo de Sesimbra: Mais um passeio histórico imperdível nessa região, é o Castelo de Sesimbra, que além de possuir uma vista única para a baía e o vale de Sesimbra, é uma construção medieval, que já sediou diversas lutas entre mouros e cristãos, e que foi conquistada por muçulmanos no ano de 1200. O lugar está aberto a visitação todos os dias, e a entrada é gratuita.

Praia de Galapos: Conhecida pelas águas calmas, tranquilas e azuis, por sua estreita faixa de areia dourada e em volta pela rica vegetação dessa região, a praia de Galapos é perfeita para banho.

Cabo Espichel: Localizado a oeste da vila de Sesimbra, é lá o grande marco da extremidade sudoeste da península de Setúbal. No cabo está o conjunto do Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua, Ermida da Memória, Terreiro no Cabo Espichel, Casa dos Círios, Cruzeiro, Aqueduto no Cabo Espichel e a Casa da Água, além disso, o local oferece uma vista incrível para a Baía dos Lagosteiros.

Rota dos Vinhos da Península de Setúbal: Com o intuito de promover os vinhos maravilhosos dessa região, foram criadas as diversas rotas indispensáveis para os amantes do enoturismo. Elas estão localizadas nos distritos de Palmela, Setúbal, Montijo e Alcácer do Sal, e conta com 15 adegas. As visitas abrangem os passeios pelas vinhas, degustações e até almoços e jantares em adegas.

Pela rota, os turistas também podem praticar algumas atividades como, karting, golfe, passeios de barco e de bicicleta, observar golfinhos, visitar museus vinícolas, fazer alguns cursos de vinhos e até um cruzeiro enoturístico pelo rio Sado. Para conhecer e se aprofundar melhor nesse passeio, recomendamos que entre no site da Rota de Vinhos da Península de Setúbal.

Atividades na Serra da Arrábida:

  • Explorar o parque a pé, à cavalo, de carro ou até de bicicleta;
  • Passeios de barco;
  • Mergulho nas águas cristalinas do mar;
  • Visitas guiadas para observação de alguns animais;
  • Fazer as diversas trilhas para explorar o parque;
  • Conhecer a Rota dos Moinhos, um caminho com incríveis moinhos de vento;
  • Planejar um piquenique ou um churrasco em família, na área Parque de Merendas da Comenda, com mesas e bancos em baixo dos pinheiros altos;
  • Praticar windsurf;
  • Saborear o melhor da gastronomia portuguesa, como os frutos do mar e as famosas Tortas de Azeitão.

Quando ir?

A melhor época para aproveitar a Serra da Arrábida, é no final da primavera e durante o verão europeu, nos meses entre junho a setembro. Porém, vale lembrar que no mês de julho e início de agosto, e nos finais de semanas, essa região costuma ficar cheia de turistas, podendo atrapalhar um pouco a tranquilidade das paisagens naturais, nossa sugestão é tentar evitar esse período.

Dicas de hospedagens nos arredores da Serra da Arrábida:

Como chegar no Parque?

Há diversas maneiras para explorar as áreas protegidas dessa região, veja as opções:

  • Através de Setúbal – Entre pela N10-4, em direção à praia de Albarquel;
  • Através de Sesimbra – Pela N379, entre pela direção ao cabo Espichel;
  • Através de Palmela – Seguindo a N379 em direção a Sesimbra, passei pela Vila Nogueira de Azeitão (N10) e Aldeia de Irmão, e então, siga pela N379-1 na direção de Arrábida.

E aí, malas prontas?!

Tags: , , ,
Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados