O que fazer em Seattle, nos Estados Unidos

27 junho, 2018
Autor: Redação

Na maioria das vezes, quando um turista planeja uma viagem para os Estados Unidos, os destinos mais escolhidos são as cidades da Califórnia, Orlando, Miami, Nova York ou Boston, e acabam deixando de lado lugares incríveis que o país tem a oferecer. Seattle é um exemplo disso. Sim, sabemos que é uma cidade muito conhecida e turística, porém, ela ainda não está na wish list de muitos viajantes.

E para mostrar que Seattle pode proporcionar uma das melhores viagens da sua vida, trouxemos todas as dicas para você planejar agora mesmo suas férias para lá!

O que fazer em Seattle

Seattle é a principal cidade do estado de Washington, nos Estados Unidos, e mesmo não sendo a capital, ela é considerada uma cidade global, por ter grandes centros financeiros, turísticos e industriais, além de abrigar o oitavo maior porto do país, sendo responsável por importantes entradas comerciais, principalmente vindas da Ásia.

O destino é simplesmente incrível, oferece atrações históricas, culturais, contato direto com a natureza, muitos parques, passeios pelas montanhas e diversas trilhas para desbravar.

Sem contar na gastronomia local, que há algum tempo adotou a culinária orgânica e sazonal, além de seus peixes, como o salmão e o linguado que vêem da costa do Pacífico ou do Alasca, e caranguejos, como o King Crab – aquele caranguejo gigante -. A gastronomia asiática também é muito famosa por lá, com diversos restaurantes chineses, japoneses e tailandeses renomados. Outra curiosidade interessante, é que os vinhos locais do estado são conceituados e bem notáveis no ramo, portanto vale a pena prová-los.

O que fazer em Seattle?

Pike Place Market: Um dos mercados mais famosos da cidade e um dos mais antigos do país – operando desde 1907 -, está localizado em uma colina íngreme, com uma praça ao ar livre e uma vista deslumbrante para a Baía de Elliott. O Pike Place Market possui diversos andares, com antiquários e lojas artesanais, que vendem desde produtos de madeira e roupas, até jóias. Por lá há também, uma grande variedade de  produtos alimentícios orgânicos e frescos, como verduras e peixes por exemplo.

Pike Place Market em Seattle é um do pontos turísticos indispensáveis de Seattle

Chihuly Jardim e Vidro: Um museu dedicado à um renomado artistas soprador de vidro, Dale Chihuly, nascido em Seattle. Por lá podemos conhecer o seu maior acervo, com trabalhos tanto internos quanto externos, como no jardim. A galeria fica aberta em período integral, portanto vale a pena conhecer tanto durante o dia, quanto à noite, onde os jardins estão todos iluminados.

Chihuly Jardim e Vidro em Seattle

Biblioteca Pública Central: Longe de ser uma biblioteca comum, sua arquitetura é algo de cair o queixo. Construída em 1868, com 10 andares, ela é toda revestida por vidros. Para termos noção, a quantidade de vidro que tem nesse prédio, é o suficiente para cobrir mais de 5 estádios de futebol. Além disso, no décimo andar, encontra-se a sala de leitura, onde há uma vista deslumbrante para a Elliot Bay. E por esses e outros motivos, que a biblioteca foi consolidada pela “Libraries for All” como um tesouro nacional, que é respeitada, utilizada e amada por todos.

Biblioteca Pública Central em Seattle

Região Vinícola de Woodinville: Como dissemos ali em cima, o vinho dessa região é muito reconhecido, portanto vale a pena conhecer Western Washington que fica em Woodinville, a mais ou menos 30 minutos de carro do centro de Seattle. São mais de 100 vinícolas e salas de degustação, para conhecer e saborear um bom vinho americano.

Space Needle: A icônica construção, desde 1962, atrai milhões de turistas todos os anos. A agulha espacial é uma torre de observação, com 605 pés de altura e 138 pés de largura, e foi criada para suportar os desastres climáticos que a cidade pode sofrer, como vendavais e terremotos, por exemplo. Os visitantes podem chegar até o deck que possui 520 pés de altura, para admirar a paisagem para o Monte Rainier, o Monte Baker e as Montanhas Olímpicas e Cascade – a cadeia de montanhas nos arredores – Além disso, por lá há também o famoso restaurante SkyCity, onde podemos apreciar a vista panorâmica em 360º.

Space Needle em Seattle

Green Lake Park: Um dos parques mais famosos de Seattle, o Green Lake está no centro da cidade, e é comparado com um oásis, pois está no meio da confusão metropolitana. Isso porque o local é natureza pura, com grandes áreas verdes e um lago, abrigando centenas de espécies de animais e plantas.

Green Lake Park Seattle

Waterfall Garden Park: Um lugar perfeito para relaxar, esse foi o primeiro pocket park criado na cidade. Em um lugar tranquilo no bairro de Pioneers Square, além de um jardim lindíssimo, por lá há uma cascata de 22 pés, perfeito para acalmar e fazer uma pausa da correria.

Waterfall Garden Park

Passeios ao redor:

Além de todas as atrações de Seattle, as redondezas bem próximas oferecem diversos passeios super interessantes para fazer com a família toda, veja só alguns deles:

  • Fazer o tour da fábrica da Boeing que fica em Everett;
  • Ir até Vancouver, no Canadá, que fica a 2 horas de carro da cidade;
  • Conhecer a Baía de Puget Sound, e observar as famílias de baleias Orcas que vivem por lá;
  • Ver de perto o enorme Campus da Microsoft, que está em Redmond;
  • No inverno, vá até as Estações de esqui (Crystal Mountain, Steven’s Pass e Snoqualmie Pass);
  • Trilha no Rattlesnake Lake;
  • Passear pelo Mountain Loop, um caminho até as montanhas Cascades, que proporciona vistas deslumbrantes, com florestas de pinheiros e cachoeiras;

Melhores restaurantes de Seattle:

Os melhores restaurantes de Seattle

Onde ficar?

Quando ir e quanto tempo ficar?

Podemos dizer, que visitar Seattle é maravilhoso o ano inteiro. Isso porquê, as estações do ano são bem definidas, ou seja, na primavera os lugares externos começam a ficar todos floridos, com muitas tulipas por exemplo, já no verão que é quente e seco, é ótimo para aproveitar os parques, no outono as folhas começam a cair e as paisagens ficam bem típicas e no inverno a cidade fica coberta por neve, perfeita para quem gosta de esquiar.

Quando o assunto é o tempo ideal de estadia, nós recomendamos pelo menos 7 dias, para fazer toda a programação local e algumas em seus arredores, mesmo porquê, é uma viagem muito longa até o destino, contando com um vôo de no mínimo 15 horas, saindo de São Paulo.

O que fazer em Seattle

E você já esteve por lá? Se sim, conta pra gente aqui sua experiência!!!

 

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados