Dicas para planejar uma viagem para o Pico da Bandeira!

11 abril, 2018
Autor: Redação

E como todos que nos acompanham por aqui estão cansados de saber, nós somos grandes incentivadoras do turismo brasileiro. A riqueza do nosso país é tão grande, que infelizmente, mesmo ele atendendo todos os tipos de gostos de viajantes, ele ainda não é tão explorado quanto deveria. Porém estamos aqui para fazer a nossa parte, e por isso colocaremos mais um lugar incrível e que nos proporciona o contato direto com a natureza. Entre aqui e veja todas as nossas dicas de como explorar o Pico da Bandeira, o terceiro pico mais alto do Brasil.

Localizado dentro do Parque Nacional do Caparaó, na Serra do Caparaó, que está entre os municípios de Ibitirama, no Espírito Santo, e Alto Caparaó em Minas Gerais, o Pico da Bandeira é o terceiro ponto mais alto do Brasil – perdendo apenas para o Pico da Neblina e para o Pico 31 de Março – e o mais alto da Região Sudeste, contando com 2.891,32 metros de altitude.

Seu nome foi dado na época de D. Pedro II, aproximadamente em 1859, quando o imperador ordenou que fosse colocada uma bandeira do Brasil, no ponto mais alto e imponente do país – já que os dois outros picos ainda não haviam sido descobertos.

E por ser um lugar importante, com uma vista deslumbrante e curiosamente ter fácil acesso – devido a sua boa sinalização -, o Parque que é coberto pela Mata Atlântica e Campos de Altitude, ainda oferece uma paisagem incrível, com diversos rios e cachoeiras próprios para banho.

Como acessar o Pico da Bandeira?

Antes de mais nada, vale lembrar que o início dessa trilha deve ser até as 9:00h da manhã. E caso você não esteja com carro particular, você precisará contratar um transfer, que na maioria das vezes é feito com um jeep, para ida e volta até a entrada do parque.

São duas as opções para chegar no topo da montanha: Pela entrada do Alto Caparaó (Minas Gerais), que conta com 14 km de trilha ida e volta, ou pelo lado do Espírito Santo, através do distrito de Pedra Menina, no município de Dores do Rio Preto, que é mais curta contando com 9 km ida e volta, porém mais íngreme.

Ambas as trilhas são tranquilas, com caminhos batidos e muito bem sinalizadas, possuindo totens e placas indicando o caminho e a altitude . No meio do trajeto, há o Terreirão, o único ponto que possui banheiro – em más condições diga-se de passagem -. Lembrando que as duas trilhas se encontram 30 minutos antes de chegar no cume.

Vale ressaltar também, que na volta, o seu corpo já vai estar frio – devido à baixa temperatura e ao seu descanso no cume, portanto as dores vão começar a aparecer, nossa dica é levar pomadas e salompas para você aguentar a caminhada da volta.

Toda as dicas de como explorar o Pico das Bandeiras

Onde ficar?

São 2 opções de hospedagens para conhecer o Pico das Bandeiras: tanto em pousadas nas cidade de Alto Caparaó e suas proximidades, quanto em acampamentos. Veja só:

Pousadas:

Campings:

Muitos aventureiros que preferem passar a noite dentro do parque, principalmente para observar o nascer do sol, que é algo deslumbrante, optam pelos diversos campings que estão localizados próximos ao cume do Pico da Bandeira.

Neles há infraestrutura como banheiros, chuveiros, vestiários e quiosques. Lembrando que o Parque costuma ficar lotado, principalmente no inverno, então o ideal é reservar um lugar no seu camping, com pelo menos 30 dias de antecedência.

Veja as opções de campings:

  • Casa Queimada;
  • Lado Capixaba (mais perto do cume);
  • Terreirão;
  • Lado Mineiro (mais perto do cume);
  • Tronqueira;
  • Lado Mineiro;
  • Macieira;
  • Lado Capixaba.

Acampamento no Parque Nacional do Caparaó

Como chegar no Parque Nacional de Caparaó?

Ambas as portarias, seja do lado mineiro quanto do capixaba, são próximas, portanto o caminho é praticamente o mesmo, e para chegar até lá as opções são apenas: carro ou ônibus.

Para entrar no parque, é cobrado um valor de R$ 30,00, porém brasileiros tem um desconto de 50%. Além disso, se você pernoitar no parque, é cobrado um acréscimo de R$ 6,00 por noite.

Lembrando que o Parque funciona das 7h às 18h, e para quem for ficar em acampamentos, não é permitida a estadia sem reservas em feriados e finais de semana. Para fazer a solicitação acesse o site do ICMBio.

E mesmo sendo uma trilha de fácil acesso e bem sinalizada, ainda assim há alguns trechos com maiores dificuldades, e por isso a maioria das pessoas contratam guias especializados. Trouxemos algumas opções que fazem esse serviço:

Outras atrações do Parque Nacional do Caparaó para conhecer:

Como o Parque do Caparaó possui uma área de 31.800 hectares, montanhas e picos altos é o que não falta. E já que você estará por lá, vale a pena conhecer também esses lugares:

  • Pico do Calçado – 2770m de altitude;
  • Pico do Cristal – 2770m de altitude;
  • Morro da Cruz do Negro – 2658m de altitude;
  • Pedra Roxa – 2649m de altitude;
  • Pico do Tesouro – 2620m de altitude;
  • Pico do Tesourinho – 2584m de altitude;
  • Falso Tesourinho – 2570m de altitude;
  • Vale encantado.

Quando ir ao Pico da Bandeira?

Mesmo sendo um frio rigoroso, a melhor época de subir ao Pico da Bandeira, é entre maio e setembro, que são os meses mais secos, – visto que as chuvas dificultam o trajeto e a vista lá de cima -. Porém, vale lembrar que o frio é de rachar mesmo, com a sensação térmica podendo chegar até -10ºC, portanto vá preparado.

O que levar?

  • Mochila cargueira;
  • Como dentro do Parque não há restaurantes, com o intuito de preservação, recomendamos levar água e alimentos na mochila – Mas lembre-se: Levou, traga de volta, não deixe nenhum tipo de lixo pelo caminho, combinado?
  • Casaco/ segunda pele;
  • Luva e touca;
  • Capa de chuva;
  • Bota de couro e tênis próprio para trekking;
  • Meias propícias para caminhada;
  • Roupas leves e adequadas para caminhada;
  • Casaco impermeável;
  • Cajado;
  • Lanterna;
  • Saco de dormir;
  • Barraca;
  • Papel higiênico;
  • Protetor solar;
  • Creme hidratante;
  • Protetor labial (o de bastão, pois o líquido pode congelar);
  • Repelente;
  • Chapéu/boné;
  • Óculos escuros;
  • Kit primeiro-socorros;

Nascer do sol no Pico da Bandeira

Animou? Então é só se planejar e colocar o pé na estrada!!!

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados