Dicas essenciais de Barra Grande na Bahia, por Marina Aly

25 junho, 2018
Autor: Redação

Com o frio que tem feito esses dias, chega dar saudades do verão, não é?! A boa notícia é que no nosso Nordeste, o calor marca presença o ano inteiro. Então, trouxemos no Tá Por Onde? dessa semana a incrível viagem que a Marina Aly fez para Barra Grande, na Península de Maraú, Bahia.

Com a companhia de seu namorado, o casal decidiu aproveitar 7 dias o sul da Bahia, no mês de abril. Que segundo ela, foi uma das melhores épocas para aproveitar as praias paradisíacas praticamente vazias.

Quer saber todas as dicas de mais um lugar deslumbrante do nosso Brasil? Entre aqui e acompanhe tudo!!!

TPO – O que te inspira e te move na busca de novos destinos e viagens?

MARINA: Eu sempre gostei muito de novidades, seja pela cultura, pela gastronomia ou pelo lugar que escolho viajar, acredito que mesmo repetindo algumas vezes o mesmo destino, sempre há algo novo para conhecer, então viajar sempre me fascina muito!

TPO – Qual foi o melhor conselho que já recebeu sobre “viagens”?

MARINA: Não criar expectativas! Sei que é praticamente impossível planejar uma viagem e não ficar ansiosa, porém quando o lugar é totalmente desconhecido e a sua expectativa não está nada elevada, parece que a surpresa de conhecer o destino é ainda mais incrível e surpreendente.

TPO – Depois de já ter conhecido e desbravado alguns destinos, o que ainda te assusta?

MARINA: Sei que é muito comum, mas imprevistos no meio da viagem me deixam aflita, por isso como uma boa virginiana, gosto de deixar tudo bem planejado, caso contrário só sossego quando já deu 100% certo. Ah, e depois de muito anos eu adquiri um certo medinho de avião, nunca tive, mas em minhas últimas viagens senti um frio na barriga a mais, hahahah.

 

 

TÁ POR ONDE

TPO – Playlist da Trip

MARINA: A playlist que mais escutamos foi a: Praia, Lual & Beck, ela é muito boa!

TPO – O que não pode faltar nessa mala?

MARINA: Biquíni claro, vestidinhos para não perder tempo escolhendo roupa e chinelo havaianas, juro, usei o meu 24h durante os 7 dias.

TPO – Como você chegou lá?

MARINA: Na ida, fomos de Congonhas até Ilhéus de avião, de lá pegamos um ônibus até a cidade de Camamu e um barco até Barra Grande. Na volta optamos por pedir um táxi de Camamu até Ilhéus, pois a ida foi meio aflitiva, já que chegamos 10 minutos antes de sair o último barquinho até o destino final.

TÁ POR ONDE

TPO – Mala de rodinha ou mochilão?

MARINA: Eu levei de rodinha, mas como por lá não tem asfalto me arrependi um pouco, então quando voltar, vou com um mochilão mesmo.

TPO – O que não dá pra perder?

MARINA: NADA! hahah brincadeira, mas não dá pra perder as outras vilas da Península de Maraú, elas são lindas também. Então, separamos um dia inteiro, alugamos um quadriciclo bem cedinho e fomos fazê-las. Começamos por Taipú de Fora, onde mergulhamos pelas piscinas naturais (uma dica é se informar com pelo menos um dia de antecedência que horas a maré estará baixa no dia seguinte, já que para ver as piscinas naturais o mar não pode estar alto), depois de 1h30 no mar fomos mais além, passamos por duas lagoas maravilhosas para um banho de água doce, por Cassange uma praia TOTALMENTE deserta e por último Algodões.

TÁ POR ONDE

TPO – Onde e o que comer? 

MARINA:

  • Restaurante Macunaíma que fica na Ponta do Mutá: Camarão no abacaxi, com banana da terra e abobrinha assada, simplesmente delicioso.
  • Donanna: Comemos uma moqueca de peixe muito boa!
  • Restaurante da Zene: Imperdível, pedimos um camarão com palmito e fruta-pão, uma fruta muito comum na Bahia. Maravilhoso!
  • Bar do Espanhol em Algodões, pedimos uma porção de acarajé, feita pela mulher dele.
  • Para variar com os frutos do mar, o Maruata é uma ótima opção, por lá tem uma variedade enorme de pratos. Pedimos um risoto maravilhoso feito por um chef uruguaio.
  • Não deixe de provar também o cacau puro, que é uma delícia e não tem NADA a ver com chocolate.

TPO – Onde se hospedou?

MARINA: Em uma pousada chamada Terra Mar.

TÁ POR ONDE

TPO – Fatos engraçados

MARINA: A ida até Algodões foi um dos fatos mais engraçados da viagem. Quando alugamos o quadri, o intuito era dar a volta por Maraú. Até Cassange (uma das vilas) foi tudo tranquilo, mas como queríamos conhecer Algodões, quisemos ir mais além, mesmo várias pessoas nos dizendo que a estrada – que era uma BR -, estava em péssimas condições. Teimosos que somos, resolvemos ir, mesmo por que uma BR não podia ser TÃO ruim assim. Infelizmente, podia sim! A tal da BR era uma estrada de terra totalmente esburacada, sem divisões de faixas e sinalizações, era uma caminho sem fim. Finalmente chegamos, com muitas dores pelo corpo, e adivinha? A praia estava totalmente encoberta pelo mar, sem condições de pisar na areia hahahah. Sentamos no Bar do Espanhol, que fica em frente à praia, pedimos uma porção de acarajé e fomos embora…. hahaha mas valeu a experiência, pelo menos fomos!!!

TPO – Cereja do Bolo:

MARINA: O pôr do sol foi algo que me tocou nesse lugar. Eu amo muito ver o sol se pondo, e paro onde for para olhar! Mas lá tem algo de especial que não sei explicar, e o melhor de tudo, é que existem alguns pontos específicos para admirar, como no Bar da Rô, na Ponta do Mutá e no Farol de Taipú.

Demais, não é?! Por aqui também temos dicas de Santo André, Itacaré e Cumuruxatiba, mais 3 destinos inesquecíveis da Bahia.

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados