Confira as melhores dicas sobre a Patagônia e planeje sua viagem!

10 agosto, 2018
Autor: Redação

Um dos lugares mais incríveis do mundo e atualmente um dos destinos mais procurados para se visitar, está bem ao nosso lado! A Patagônia é uma região que abrange dois países da América do Sul, e é muito rica em belezas e atrações naturais.

Que tal programar uma viagem até lá?! Confira as nossas dicas que irão te ajudar muito nessa próxima aventura!

A Patagônia é uma região que está na parte mais meridional da América do Sul. Ela pertence a dois países diferentes, a Argentina e o Chile, e se limita pelo Rio Colorado ao norte, pela Terra do fogo e estreito de Magalhães ao sul, oceano Atlântico a leste e a Cordilheira dos Andes a oeste.

Sua paisagem natural se caracteriza por vegetação de florestas e uma grande diversidade ambiental, com bosques de pinheiros, vales, montanhas e rios. Além disso, a área possui massas de ar e ventos do Pacífico, sendo o lugar com mais geleiras do mundo, fora das zonas polares, onde os termómetros podem variar entre 10ºC a -20ºC no inverno.

A Patagônia é conhecida pelas suas belezas naturais deslumbrantes, o que acaba atraindo turistas aventureiros e exploradores do mundo inteiro.

Principais atrações da Patagônia:

Como a região pertence a dois países, falaremos sobre os melhores pontos, tanto da Argentina quanto do Chile, lembrando que a parte argentina detém da maior área da região.

Argentina

Ushuaia: O Fim do Mundo – como é chamada – é uma das regiões mais conhecidas da Patagônia. A cidade mais austral do mundo, possui diversas atrações, como estações de esqui, trilhas, lagoas, florestas, uma vida marinha interessante com leões marinhos e pinguins, além de diversos restaurantes deliciosos e hotéis luxuosos.

El Chaltén: Com 500 habitantes, é nessa cidade que estão um dos povoados mais antigos da Argentina. Mesmo sendo pequena, El Chaltén conta com uma boa estrutura, com hotéis, restaurantes e guias turísticos, recebendo turistas o ano todo. O local também é conhecido como a capital argentina do trekking, além de ter picos com níveis dificílimos para acesso, como a montanha Fitz Roy e o Cerro Torre.

Parque Nacional Nahuel Huapi: Localizado na cidade de Bariloche, a cidade mais importante do Distrito dos Lagos, o parque nacional mais antigo em fronteiras argentinas possui 700 mil hectares com belezas naturais deslumbrantes, são 500 km de trilhas, vales nevados para esquiar, lagos e uma infraestrutura de primeira.

El Calafate: Esse é um dos pontos indispensáveis da Patagônia argentina. O motivo, é que a região abriga a maior geleira horizontal do mundo, o famoso glaciar Perito Moreno, que está dentro do Parque Nacional Los Glaciares, e possui uma infraestrutura própria para oferecer uma observação excelente aos seus turistas e até um lugar para fazer caminhadas e degustações de uísques em cima da geleira. Uma dica importante, é que se você não aguentar muito as baixas temperaturas, evite visitar a região no inverno, já que as temperaturas podem chegar a -30ºC.

Rota dos Sete Lagos: Considerado um dos trechos mais bonitos do país, a rota com apenas 107 km oferece paisagens inéditas aos seus visitantes. Como o caminho não é grande, é possível fazê-la em um único dia, e explorar cada detalhe incrível dessa região, como a Villa La Angostura e San Martín de los Andes.

Chile

Parque Nacional Vicente Pérez Rosales: Localizado na província Llanquihue, o local abriga uma reserva florestal praticamente intocada, e é muito procurado pelos turistas por ter como atrações vulcões e lagos, – como o tão conhecido lago Petrohué, que encanta a todos com sua cor deslumbrante.

Torres del Paine: Aqui está uma das paisagens naturais mais bonitas do planeta. Declarado como Reserva da Biosfera pela Unesco desde 1978, a região oferece grandes oportunidades para a prática de esportes radicais, trilhas, lagos de cor azul, picos nevados e animais selvagens para observação. Além disso a infraestrutura do local é super preparada, com restaurantes e hospedagens de luxo.

Punta Arenas: A 4 horas de carro de Santiago do Chile, Punta Arenas é considerada a capital da Patagônia e da região de Magalhães, por lá é possível explorar o Forte Bulnes, o Cabo Froward, fazer trekkings na reserva Magalhães, conhecer o ponto mais meridional da América do Sul e até visitar as ilhas Magdalena, o habitat natural de aproximadamente 120 mil pinguins.

Atividades para praticar na Patagônia:

  • Praticar esportes aquáticos e de inverno;
  • Se hospedar em fazendas em meio à natureza;
  • Explorar o Patrimônio da Humanidade Cueva de Las Manos;
  • Observar pinguins em Punta Tombo;
  • Fazer a rota dos dinossauros no noroeste da Patagônia;
  • Ver as baleias em Puerto Madryn;
  • Caminhar pelas grandes montanhas nevadas;
  • Se aventurar nos passeios noturnos na natureza pelo Ushuaia.

Quando ir à Patagônia?

A melhor época para visitar a Patagônia é entre o final de outubro até metade de março, pois são os meses com os dias mais longos, perfeito para aproveitar os parques e paisagens naturais. A partir de maio, o inverno costuma a ficar cada vez mais rigoroso e com bastante neve, consequentemente muitos pontos turísticos importantes, trilhas e montanhas podem ser fechados.

O que levar?

  • Mochila resistente;
  • Botas próprias para a neve;
  • Segunda pele;
  • Meias e gorros de lã;
  • Casacos;
  • Óculos escuros;
  • Roupas leves para colocar em baixo de casacos;
  • Bastões de trekking.

Opções de hospedagens da Patagônia:

É importante saber…

  • Há grandes empresas especializadas em excursões para a Patagônia, elas podem ser excelentes para sua viagem ser completa e toda estruturada. Indicamos a Welcome Argentina e a Viator;
  • É possível explorar essa região sem guias especializados de diversas maneiras, porém é importante lembrarmos que contar apenas com serviços de celulares não é recomendado, já que em muitas regiões da Patagônia o sinal é muito escasso ou quase inexistente. O ideal é contar com ajuda também de GPSs, cartas topográficas e mapas impressos;
  • Não é exigido a apresentação de passaporte para entrar tanto no Chile quanto na Argentina, porém a apresentação da carteira de identidade original é obrigatória;
  • No Chile, em Punta Arenas e em Puerto Natales, o uso de sacolas plásticas está proibido, portanto para não ser pego desprevenido, vá preparado com sacos de pano para armazenar acessórios, comidas, snacks, garrafas de água e térmicas por exemplo;
  • A nossa sugestão é ir preparado quando o assunto for dinheiro, para evitar qualquer tipo de perrengue. Outra dica é começar a viagem com o dinheiro trocado de acordo com o país que você for, já que as casas de câmbio na Patagônia não são 100% confiáveis ou com preços justos;
  •  A moeda da Argentina é o peso argentino e do Chile é o peso Chileno.

Vamos fazer as malas?

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados