A Península de Yucatan e os seus incríveis cenotes

20 dezembro, 2017
Autor: Redação

Muito além de praias paradisíacas, a Península de Yucatan, no México, é mais um destino que oferece o contato direto com a natureza, com parques, reservas naturais e cidades com infraestrutura de primeira, que atrai milhares de turistas todos os anos.

Quer conhecer? Então entre aqui!!!

A Península de Yucatán, faz parte de uma área de aproximadamente 145.000 km², pertencentes aos estados mexicanos Yucatán, Quintana Roo e Campeche, que limitam o Mar do Caribe e o Golfo do México.

Entre as cidades desses estados, estão como as mais procuradas, Cancún, Playa del Carmen, Tulum e Riviera Maya, que atraem turistas do mundo inteiro, por abrigar lugares paradisíacos, praias belíssimas, contato com a natureza, muita bagagem histórica, hotéis maravilhosos e os famosos cenotes.

Para quem não sabe, cenote é uma cavidade natural, formada por um fenômeno, onde camadas de rochas calcárias se desgastaram com o tempo, formando piscinas naturais subterrâneas, com águas filtradas e frescas, que foram límpidas pelas terras que os cercam.

Como esses cenotes existem há muitos séculos, na Era Pré-colombiana eles eram de suma importância por ser a principal fonte de água doce para os povos. Além disso, antigas civilizações Maia faziam do lugar uma espécie de templo sangrado, acreditando que os buracos formados na terra com água dentro, eram portais, onde eles podiam se comunicar com deuses.

Quer saber quais são os centos que você não pode deixar de conhecer?

Veja só:

Os melhores Cenotes da Península Yucatán:

Há alguns tipos de cenotes: os abertos, os semi-abertos e os fechados, a melhor hora do dia para aproveitar os abertos e os semi-abertos é quando a luz do sol bate diretamente nas águas, já os fechados, os raios solares não influenciarão.

Além disso, por questões de preservação, muitos deles exigem que os visitantes tomem uma ducha de água doce para que protetores solar e afins, não afetem as águas límpidas dos cenotes.

Cenote dos ojos: Localizado entre Tulum e Playa del Carmen, esse é um do maiores cenotes da Península e também um dos mais cobiçados. Além de ser muito fundo, possuindo 17 metros de profundidade, sua extensão tem aproximadamente 60 quilômetros. Ele é um cenote fechado, por estar dentro de duas cavernas arredondadas, por isso seu nome, “dois olhos”. A dica é conhecê-lo com visita guiada. Vale a pena o mergulho!

Cenote Ik Kil: A um pouco mais de 3 km da cidade de Chichén Itzá, que abriga as históricas pirâmides, Ik Kil oferece uma vista deslumbrante tanto para quem o admira de cima através de mirantes, quanto lá de baixo, dentro de um poço profundo e aberto. Para chegar em seu interior é preciso descer as escadas de pedra, que possuem também alguns mirantes. O lugar é incrível, que combina águas cristalinas, caverna e raízes de árvores, e conta com uma ótima infraestrutura, como restaurante, bar e vestiários. Para visitá-lo é cobrado 70 pesos por pessoa.

Cenote Jardin Del Éden: Esse cenote faz jus ao seu nome, pois ele é um verdadeiro paraíso. Próximo da Play del Carmen, ele é um cenote aberto e grande, com águas cristalinas, que quando os raios de sol refletem, o ambiente fica ainda mais especial. Por lá não há infraestrutura, e é cobrado 100 pesos por pessoa. Mas vale a pena o passeio.

Cenote azul: Aberto, com fácil acesso e sem ticket para entrar, o cenote azul é lindo e vale a pena a visita. Ele está entre Playa del Carmen e Tulum, e o indicado é visitá-lo logo pela manhã, pois além de estar mais vazio, os raios de sol refletindo na água deixam o lugar com um tom de azul deslumbrante.

Gran cenote: Também considerado um dos mais conhecidos, este cenote possui áreas abertas, semi-abertas e fechadas. São suas aberturas que estão conectadas por uma cavidade. O mergulho é possível tanto entre essas cavidades, quanto pela profundidade. Ele está a 5 km de Tulum, possui uma lanchonete no local e para sua entrada é cobrada 150 pesos por pessoa. Seu acesso é muito fácil, portanto não é preciso de guia para realizá-lo.

Cenote Xkeken: Esse é um cenote que não é tão frequentado por turistas. Ele fica nas proximidades de Valladolid e perto de Chichén Itza também. Descoberto nos anos 50, ele é um cenote totalmente fechado, e por isso sua iluminação vem de uma única fenda no teto, porém conta também com iluminação artificial. Para chegar até lá embaixo da caverna, é preciso descer uma escada íngrime. Por lá também não há infraestrutura, e é cobrada uma pequena quantia para a entrada.

Vale lembrar que a maioria dos cenotes possuem aluguel de roupas propícias, coletes e snorkel, porém como você visitará vários deles, nossa dica é levar o seu do Brasil mesmo, para não precisar gastar em cada parada.

Trouxemos alguns produtos que vão deixar a sua viagem ainda mais divertida:

TÁ POR ONDE

Comprar

Maiô Hight - Farfetch

R$280,00

Comprar

Espadrille Schutz - Farfetch

R$260,00

Comprar

Protetor Neutrogena - Walmart

R$33,46

Comprar

Colchão inflável - Walmart

R$17,92

Comprar

Esmalte Vult - Walmart

R$6,98

Comprar

T-shirt estampada - Farfetch

R$127,00

Comprar

Short Osklen - Farfetch

R$247,00

Comprar

Havaianas masculina - Walmart

Comprar

Caixa de som - Walmart

Comprar

Kit mergulho - Walmart

R$69,99

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados