Conheça os incríveis museus a céu aberto pelo Mundo!

28 julho, 2017
Autor: Redação

Apreciar grandes obras de arte é algo enriquecedor. Agora, ter o privilégio de fazer isso e, ao mesmo tempo, entrar em contato com a natureza, é algo encantador e grandioso. Os museus a céu aberto nos dão essa oportunidade e, por isso, viemos contar um pouco sobre os melhores ao redor do mundo que valem a visita.

Confira!

Gibbs Farm – Makarau, Nova Zelandia

O museu Gibbs Farm não é um cenário muito comum para expor obras de arte. Na verdade, ele está dentro de uma fazenda rodeada pelo imenso porto de Kaipara. As enormes esculturas estão entre montanhas, colinas e chegam até às águas do porto.

Depois que adquiriu os 400 hectares de terra, em 1991, o empresário Alan Gibbs, construiu a maior coleção de esculturas à céu aberto da Nova Zelândia, reunindo obras de grandes artistas do mundo todo.

Com mais de 25 anos de história, a Gibbs Farm possui grandes obras, assinadas por artistas renomados como Chris Booth, Daniel Buren, Bill Culbert.

A maior parte do acervo do museu, foi encomendada pelo próprio Gibbs, pois para ele, era mais interessante lidar diretamente com os artistas do que comprar peças prontas de uma exposição.

Além de toda a integração da arte com a natureza, a fazenda conta com animais exóticos de diferentes espécies, como girafas e emu, por exemplo.

A Gibbs Farm fica à disposição para o público apenas em alguns dias selecionados ao longo do ano, e a visita pode ser feita apenas mediante à agendamento prévio, através do site.

Rodin Museu – Paris, França

Inaugurado em 1917, o museu foi instalado no interior do palácio Hotel Biron e em seus encantadores jardins, tornando o maior acervo de obras do parisiense Auguste Rodin. Foram quase 300 obras doadas pelo artista ao Estado francês, para serem expostas no local onde residia.

Hoje, o museu conta com 6.500 esculturas, aproximadamente 10.000 desenhos, inúmeras pinturas e fotografias expostas ao ar livre, de importantes artistas do mundo.

O Rodin Museu é um dos programas mais interessantes para se fazer em Paris. Além de um enorme acervo cultural, o jardim de 3 hectares do palácio, combina a beleza natural com esculturas mais importantes do artista, como Os Burgueses e O Pensador.

A beleza do ambiente externo é tanta, que muitos turistas e moradores locais visitam o museu, apenas para apreciar o artístico jardim.

The Hakone Open Air Museum – Hakone, Japão

Aberto desde 1969, sendo o primeiro museu ao ar livre do Japão, conta com 70.000m² de jardim, com mais de 120 obras permanentes de escultores modernos e contemporâneos do mundo todo, mais as exposições temporárias.

Um lugar onde ocorre uma incrível integração com a arte e a natureza, o enorme jardim tem vista para as montanhas da cidade, com mudanças de paisagens a cada estação do ano.

Dentro do museu, há também o Pavilhão Picasso, com uma coleção enorme de desenhos, pinturas e esculturas do artista.

Para saber mais informações, entre no site do museu, e saiba tudo o que acontece por lá.

The Vigeland Park – Oslo, Noruega

Uma das atrações turísticas mais conhecidas da Noruega, o The Vigeland Park é o maior museu do mundo, onde todas as obras são feitas por um único artista, Gustav Vigeland, que também foi responsável por toda arquitetura do ambiente de 850 m².

São mais de 200 esculturas, todas com um toque de humor e sexualidade, feitas de bronze, granito e ferro, espalhadas em 5 lugares diferentes do parque: Portão principal, Ponte com o parque infantil, A Fonte, O planalto Monolith e a Roda da Vida.

O Vigelandsparken também tem exposições temporárias sobre arte moderna e contemporânea, com diversas esculturas e instalações.

Para saber mais informações sobre os museus, entre no site do Vigelandsparken.

Rock Garden Of Chandigarh – Chandigarh, Índia

O Rock Garden foi construído na primeira cidade planejada na Índia, depois da sua independência. O museu está em um imenso jardim, com esculturas desenvolvidas pelo paquistanês, radicado na Índia, Nek Chand.

O mais incrível, é que todas as obras expostas foram feitas através de entulhos gerados das obras da cidade de Chandigarh, que o próprio artista havia encontrado nos anos 50. Tijolos, concretos, plásticos e telhas foram alguns dos materiais que Nek Chand utilizou para expressar toda a sua criatividade.

Dezenas de esculturas e paredes de mosaicos estão por um belíssimo jardim de 25 hectares, em meio à trilhas, cachoeiras, passagens por lagos e árvores, formando um ambiente harmônico e inesquecível.

TÁ POR ONDE

Comprar

Arte e Natureza - Saraiva

R$81,00

Comprar

Creme de mãos - L'Occitane

R$28,00

Comprar

Kit de lentes - Americanas

R$19,90

Comprar

Copo com infusor - Imaginarium

R$79,90

Comprar

Tênis - Osklen

R$397,00

Chateau La Coste – Le Puy-Sainte-Réparade, França

O Château La Coste, é uma incrível opção de enoturismo, inaugurado em 2011, onde o vinho, arte e arquitetura vivem em harmonia.

Apaixonados pela arte contemporânea, os proprietários do Chateau, convidaram artistas do mundo todo, que foram encorajados a escolher um lugar na área externa da vinícola, para que expressassem sua criatividade e talento com liberdade.

Em meio à tantos artistas brilhantes, o brasileiro Tunga, também teve o seu espaço, expondo diversos portais com cristais e pedras típicas do Brasil, em diferentes lugares.

A visita é feita por em adegas, colinas, olivas e vinhedos, para admirar as obras e instalações desses artistas contemporâneos convidados, e desfrutar de uma encantadora paisagem natural. O fim do passeio, conta com uma maravilhosa degustação de variados vinhos produzidos por lá.

O museu funciona apenas em épocas quentes, como de 1 de Março à 31 de outubro.

Saiba mais e confira toda a programação no site do museu Chateau La Coste.

Fattoria di Celle – Pistoia, Itália

Construído em uma fazenda, na metade do século XX, a Fattoria di Celle conta com uma grande coleção de arte contemporânea.

A propriedade que fica a 35 quilômetros de Florença, está em uma colina, com uma vista deslumbrante para a Toscana, que abriga uma coleção de obras contemporâneas do empresário Giuliano Gori.

Gori, contava com uma extensa variedade de obras desde os anos 60, em uma de suas casas de campo em Celle. Não contente com a maneira tradicional que as expunha, decidiu começar a expandi-las para a área externa de uma vila em Pistoia.

Então, passou a convidar artistas internacionais para criar obras ao ar livre no parque, dando a oportunidade de cada um escolher o próprio local para desenvolver sua arte, de acordo com as características do ambiente.

Hoje, o museu conta com mais de 60 instalações, e mais algumas em andamento, feitas de materiais duráveis, que integram a belíssima paisagem.

A entrada do Fattoria di Celli é totalmente gratuita, porém é preciso agendar um horário através do site.

Nirox Foundation Sculpture Park – Krugersdorp, África do Sul

Localizado na cidade de Krugersdorp, há 45 minutos de Joanesburgo, o museu Nirox Foundation Sculpture Park vale a visita. São 15 hectares de reserva natural, com uma variedade enorme de animais e obras de artistas ingleses como Chris Drury e Richard Long.

A fundação NIROX contribui para a expressão criativa local e hospeda de 15 a 30 artistas por ano, pelo período de 2 meses. A ideia é que a produção feita no local pelos artistas resulte em exposições tanto nos pavilhões quanto nos gramados. Há também um pavilhão dedicado à gastronomia, com um restaurante pop-up e workshops que exploram a relação arte X gastronomia.

Além da parte artística, a fundação fica numa área conhecida como Cradle of Humankind World Heritage Site, considerada patrimônio da Humanidade pela UNESCO, recheada de riquezas paleontólogas, onde foram encontrados mais de 40% dos fósseis humanos da história e com atividades e pesquisas científicas intensas.

Visite o site e saiba mais sobre a NIROX e suas exposições, a Cradle e residência artística.

Storm King Art Center – New Windsor (NY), EUA

Fundado em 1960 por Ralph E. Ogden, o Storm King logo se tornou o museu com o maior número de esculturas contemporâneas ao ar livre dos Estados Unidos, assinadas pelos principais artistas do século 20 como David Smith e Roy Liechtenstein.

O parque com aproximadamente 40 hectares estão espalhadas obras do acervo fixo e também exposições temporárias. Lá também há um programa de educação artística para famílias, escolas e até residência para artistas.

O calendário de exposições e detalhes sobre os programas de educação podem ser conferidos no site do Storm King Art Center.

Louisiana Museum of Modern Art – Dinamarca

O museu mais visitado da Dinamarca já vale a visita só por ser considerado um marco na arquitetura dinamarquesa por integrar de forma harmônica a arte, arquitetura e cenário. Antes da concepção do projeto, os arquitetos Vilhelm Wohlert and Jørgen Bo passaram meses rondando a propriedade pensando na melhor maneira de integrar a construção à paisagem.

O Louisiana Museum of Modern Art conta com um rico acervo fixo de obras modernas e contemporâneas, datadas desde a 2ª Guerra Mundial até os dias de hoje. É o tipo de museu que dá vontade de visitar várias vezes ao ano pois as exposições temporárias são sempre incríveis – atualmente, por exemplo, Marina Abramovic está em cartaz.

Confira o calendário de exposições e saiba mais sobre o Louisiana Museum of Modern Art no site.

Inhotim – Brumadinho, Brasil

Localizado na cidade de Brumadinho, a cerca de 60 Km de Belo Horizonte, Inhotim foi idealizado pelo empresário Mineiro Bernardo de Mello Paz. Em seus mais de 780 hectares, há partes de Mata Atlântica, cerrado e ainda uma área considerada Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). Pelo parque, há 5 lagos ornamentais, jardim botânico com mais de 4.300 espécies nativas e exóticas – incluindo a raríssima  flor cadáver, considerada a maior flor do mundo – os pavilhões de arte e intervenções e obras ao ar livre.

É considerado o maior centro de arte da América Latina e um dos acervos de arte contemporânea mais importantes do mundo. No acervo fixo são mais de 450 obras de importantes artistas brasileiros e estrangeiros, entre eles Adriana Varejão (que foi casada com o idealizador do Insituto Inhotim), Tunga, Cildo Meireles, Vik Muniz, Hélio Oiticica, Ernesto Neto Yayoi Kusama e muitos outros.

Inhotim agora conta também com o MECAInhotim, um festival multicultural com duração de 3 dias que mistura shows, palestras, workshops, exposições e outras atividades e experiências dentro do Instituto.

Saiba mais sobre o Instituto Inhotim, as renovações anuais do acervo e exposições temporárias no site.

TÁ POR ONDE

Comprar

Carregador portátil - Puku

R$186,67

Comprar

Óculos de sol - Livo

R$299,00

Comprar

Invertido - Vendo guarda-chuva

R$89,90

Comprar

Cabo de selfie - Americanas

R$24,70

Comprar

Sapatilha - Blue Bird

R$398,00

 

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Newsletter Inscreva-se na newsletter e receba gratuitamente todas as novidades do blog!

• Comentário no Blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

Posts Relacionados